Coronavírus » Pandemia

Máfias italianas se aproveitam de pandemia de coronavírus para realizar golpes na Itátia

Um site falso para solicitação de auxílio financeiro chegou a roubar dados pessoais de mais de 440 mil trabalhadores autônomos

Wallacy Ferrari Publicado em 07/04/2020, às 13h00

Bandeira da Itália com os dizeres "Tudo ficará bem", durante a pandemia de COVID-19
Bandeira da Itália com os dizeres "Tudo ficará bem", durante a pandemia de COVID-19 - Wikimedia Commons

A polícia da Itália manifestou preocupação em relação a golpes e ações de máfias italianas em decorrência ao isolamento e programas sociais para auxiliar os cidadãos italianos durante a quarentena devido ao novo coronavírus. De acordo com as autoridades, os criminosos estão adaptando as maneiras de realização de extorsões durante o isolamento.

Um dos golpes se tratam de fornecedores que oferecem álcool gel e máscaras de proteção, incentivando comerciantes a realizarem pedidos, via telefone ou online, de maneira que os mesmos depositem seus dados bancários e até mesmo transfiram dinheiro para as instituições.

Outro golpe, com auxílio de hackers, tenta alterar dados de recebimento dos cidadãos autônomos que solicitaram o auxílio financeiro do governo, que ofereceu 600 euros para cidadãos que se adequam as dificuldades do afastamento social. Um site falso chegou a receber 440 mil pedidos de pagamento com dados pessoais.

O chefe da polícia italiana, Franco Gabrielli, explicou que as organizações, em especial a Ndrangheta, que foi citada como a mais perigosa, atinge a população diretamente, principalmente por possibilitar uma crise em pequenas e médias empresas que agravaria a situação econômica do pais.

“O perigo é alto porque as organizações da máfia já começaram a investir em setores que ainda são essenciais durante o confinamento da covid-19, como a cadeia alimentar-agrícola, fornecimento de medicamentos e equipamentos médicos, transporte rodoviário, serviços funerários, limpeza, saneamento e resíduos ”, acrescentou Gabrielli.