Coronavírus » Pandemia

Menino italiano percorre 1,5 quilômetros todos os dias para estudar durante pandemia

Sem internet em casa, Giulio Giovanni, de 12 anos, teve de se reinventar para acessar as aulas online de sua escola

Pamela Malva Publicado em 16/04/2020, às 14h40 - Atualizado às 14h41

Imagem meramente ilustrativa de caderno
Imagem meramente ilustrativa de caderno - Divulgação/Pixabay

Quando recebeu a notícia que terias aulas à distância, o italiano Giulio Giovanni, de 12 anos, ficou apreensivo. Ele e a família já não têm sinal de celular, telefone fixo ou internet em casa há meses, o que impede que ele participe das lições.

Com saudades da escola, o menino preferia estar estudando presencialmente, mas teve de encontrar outras alternativas para assistir às aulas em tempos de pandemia. Assim, ele encontrou a solução a cerca 1,5 quilômetros de onde mora.

Todos os dias, Giulio pega carona com a mãe e vai até um campo aberto nos arredores da cidade de Scansano — o local é mais próximo de sua casa que tem sinal. “Trago uma mesa, um banco e minha sacola com o tablet e todos os livros que preciso”, conta.

Dessa forma, o pequeno transformou o local improvável em uma sala de aula improvisada. Enquanto isso, sua mãe deu entrada em um processo contra a empresa telefônica — que está demorando para consertar o sinal na residência da família.