Coronavírus » Pandemia

Mulher morre após câncer de mama ser confundido com coronavírus

Beth Pattiinson, de 27 anos, se queixava de tosse e passou por um clínico geral em março e um oncologista em maio

Vanessa Centamori Publicado em 06/08/2020, às 12h32

Símbolo do câncer de mama
Símbolo do câncer de mama - Pixabay

Segundo informações da BBC, Beth Pattinson, 27, mãe de uma criança de cinco anos, faleceu no Reino Unido, vítima de câncer de mama, após a doença ser diagnosticada de forma equivocada. Os médicos disseram que sua tosse era sintoma do novo coronavírus, mas esse não era o caso. 

Na reportagem do site de notícias, a família da vítima lamenta o ocorrido. "Beth não foi vítima de Covid, ela foi vítima das circunstâncias causadas pela Covid", disse um dos familiares. 

Pattison havia tido o mesmo tipo de câncer duas vezes, em 2016 e 2017. Ao apresentar tosse, conversou presencialmente em março com um clínico geral da Bridge End Surgery, em Chester-le-Street, e, em maio, por telefone, com um oncologista da Royal Victoria de Newcastle. Ela faleceu no último mês de junho, deixando seu filho pequeno, Finn. 

Os parentes de Beth contestam o grupo de hospitais responsável, o Newcastle Hospitals NHS Trust. Eles pedem que a instituição hospitalar verifique se há câncer como prioridade em pacientes já anteriormente diagnosticados com a doença. A BBC convidou a instituição a comentar o caso, mas não houve resposta.