Coronavírus » Pandemia

Na falta de vacina ou medicamento eficaz, estudo revela que distanciamento social pode ser vital até 2022

Para os pesquisadores, a melhor maneira de evitar futuros picos de casos e mortes pelo novo coronavírus seria por meio do isolamento por período indeterminado

Nicoli Raveli Publicado em 15/04/2020, às 07h30 - Atualizado às 09h00

Teste Coronavírus
Teste Coronavírus - Divulgação

Segundo um estudo publicado pela revista científica Science, caso não seja encontrada uma vacina ou medicamento eficaz contra a Covid-19, as medidas de distanciamento social podem se estender até 2022.

A pesquisa, que foi assinada por cinco estudantes americanos da Universidade de Harvard, afirma que a melhor maneira de evitar futuros picos de casos e mortes pelo novo coronavírus seria por meio do distanciamento por período indeterminado.

Além disso, o estudo também aborda o comportamento do vírus. De acordo com os pesquisadores, a doença tem maior incidência durante o inverno. Não obstante, é possível observar uma taxa de contágio menor no verão.

Para os estudantes, com a lotação do sistema de saúde, falta de vacinas e medicamentos que tenham eficácia comprovada, a melhor alternativa é manter as medidas preventivas e ficar em casa, ainda mais nos meses mais frios.

Eles também afirmaram que reconhecem que o prolongamento dessas medidas podem impactar significamente na economia e na educação, mas reforçam que esses atos são necessários para enfrentar a pandemia.