Coronavírus » Itália

Na Itália, mulher recebe multa por passear com tartaruga em meio a confinamento

O valor da penalidade aplicada a italiana foi de 400 euros, por volta de 2.270 reais

Isabela Barreiros Publicado em 14/04/2020, às 13h45

Imagem ilustrativa de jabuti
Imagem ilustrativa de jabuti - Wikimedia Commons

Em meio ao confinamento causado pelo aumento da transmissão do novo coronavírus, uma mulher italiana decidiu sair para passear com sua tartaruga nas ruas do distrito romano de Centocelle. A atitude, ocorrida hoje, 14, fez com que ela recebesse uma multa de 400 euros, por volta de 2.270 reais da polícia local.

De acordo com a assessoria de imprensa do Corpo de Carabineiros, a polícia militarizada da Itália, a senhora “deu uma singular justificativa, alegando que havia saído de casa para caminhar com sua tartaruga".  "Os guardas do distrito romano de Centocelle multaram uma mulher de 60 anos descoberta fora de casa, sem justificativa [válida]", afirmou o comunicado.

Na Itália, a segunda-feira de Páscoa possui uma tradição que envolve passeios feitos pelos seus habitantes em suas cidades. No entanto, nestas circunstâncias atípicas, as autoridades pediram que as pessoas permanecessem em suas casas. Ainda assim, a polícia aplicou, entre domingo e segunda, 30 mil multas, segundo o Ministério do Interior.

De acordo com informações da Universidade dos EUA Johns Hopkins, pelo menos 20 mil pessoas morreram no Itália devido ao novo coronavírus e quase 160 mil foram infectadas. O país continua ocupando a posição de segundo com mais óbitos no mundo, ficando apenas depois dos Estados Unidos.