Coronavírus » Pandemia

No México, autoridades criam "prisão Covid-19" para detentos infectados

O projeto foi elaborado pelo governador de Puebla e juízes locais; o estado conta com 52 prisioneiros diagnosticados com o novo coronavírus

Nicoli Raveli Publicado em 28/05/2020, às 15h46

Superlotação em uma prisão
Superlotação em uma prisão - Divulgação

O estado de Puebla, localizado no México, decidiu tomar uma iniciativa em relação às prisões locais. Agora, um dos cárceres será destinado somente a detentos que estiverem infectados com o novo coronavírus.

"Somos o primeiro e único estado que terá uma 'prisão Covid-19' a partir de amanhã, uma experiência única no país", relatou Miguel Barbosa, governador do estado mexicano. 

O projeto — que foi elaborado por autoridades, promotores e juízes — contará com a ampliação de uma área para receber 280 pessoas. Até o momento, 52 prisioneiros foram infectados e serão transferidos para essa prisão nos arredores de Puebla. Além deles, seis guardas também foram diagnosticados com Covid-19.

De acordo com o último levantamento, há mais de 74.560 casos confirmados e 8.134 mortes no país, resultando no segundo país latino-americano que foi mais afetado pelo vírus, atrás somente do Brasil.