Coronavírus » Pandemia

No México, líder de gangue morre após ser infectado com o novo coronavírus

Moises Escamilla May cumpria sua pena na prisão de segurança máxima em Puente Grande

Paola Churchill Publicado em 11/05/2020, às 13h20

Moises Escamilla May no dia em que foi preso
Moises Escamilla May no dia em que foi preso - Divulgação/Facebook

Segundo informações divulgadas pela BBC, um líder de gangue mexicano morreu dentro da cadeia após ser infectado com a Covid-19. O caso aconteceu na sexta-feira, 8, contudo, as autoridades do país só anunciaram hoje, 11, o óbito.

O criminoso era Moises Escamilla May, que comandava os Los Zetas, grupo criminoso que trafica drogas e aterroriza o México. O homem de 45 anos cumpria a pena em regime fechado por seus crimes na prisão de segurança máxima em Puente Grande.

Além de liderar a rota do tráfico de cocaína em Cancún, Escamilla também foi acusado de ter envolvimento na decapitação de 12 pessoas em Yucatán. O traficante passou a sentir os sintomas da doença na última quarta-feira, 6, tendo o quadro agravado dias depois. 

Apenas na prisão que May estava, existem mais de 74 casos da doença. No México, o número de infectados com o novo coronavírus chega a mais de 35 mil mexicanos e 3.465 mortes. No mundo inteiro, os casos confirmados com a COVID-19 estão em mais de quatro milhões de pessoas e os mortos já contabilizam mais de 283 mil cidadãos.