Coronavírus » Brasil

No rio de Janeiro, pastor R. R. Soares é internado com Coronavírus

Fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, o missionário chamou atenção após oferecer “água consagrada” aos fiéis, afirmando que a substância poderia curar a Covid-19

Redação Publicado em 05/06/2021, às 19h00

Fotografia do missionário R. R. Soares
Fotografia do missionário R. R. Soares - Romério Cunha/ Creative Commons/ Wikimedia Commons

Na tarde da última sexta-feira, 04, o pastorR. R. Soares, fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, foi internado com Coronavírus. Segundo o UOL, o missionário está sendo tratado no hospital Copa Star, no Rio de Janeiro, mas nenhuma informação adicional sobre o seu estado de saúde foi divulgada até então.

Tendo prometido curas milagrosas para os seus seguidores logo no início da pandemia, o pastor é dono da emissora RIT TV e da operadora paga ‘Nossa TV’. Aos 73 anos, ele ainda apresenta programas como o ‘Show da Fé’, que é transmitido por outros canais.

Adorado por muitos religiosos, R. R. Soares sempre prometeu métodos supostamente preventivos contra a Covid-19, mas que não tinham qualquer efetividade comprovada. Em abril de 2020, por exemplo, ele criou orações que “expulsariam” o vírus do corpo.

Mais tarde, em uma das ofertas mais polêmicas do missionário, R. R. Soares passou a distribuir uma “água consagrada” por ele próprio. Segundo o pastor, a substância, por mais que não fosse um medicamento, tinha o poder de curar um paciente da Covid-19.

É importante ressaltar, contudo, que especialistas da área da saúde de todo o mundo afirmam que as melhores formas de se proteger contra a doença é através da vacinação, das medidas de distanciamento social e do uso de máscaras.

Sobre a Covid-19

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, atualmente, o Brasil já registra 16,9 milhões de pessoas infectadas, enquanto as mortes em decorrência da doença já chegam ao índice de 472 mil no país.

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.