Coronavírus » Pandemia

Nos EUA, médico é preso após tossir intencionalmente em colegas de trabalho

De acordo com autoridades do país, Cory Edgard já vinha descumprindo as medidas preventivas contra o coronavírus

Nicoli Raveli Publicado em 27/03/2020, às 18h19

Cory Edgard, médico da Universidade de Connecticut
Cory Edgard, médico da Universidade de Connecticut - Divulgação/Youtube

Após supostamente tossir intencionalmente em seus colegas de profissão, um médico da Universidade de Connecticut foi preso. De acordo com a polícia dos Estados Unidos, Cory Edgard, de 48 anos, já vinha descumprindo as medidas preventivas contra o coronavírus. Além de tossir, o especialista também abraçou sua equipe de enfermagem.

Em nota, o departamento de saúde da universidade disse que tinha conhecimento da situação. "Levamos todas as acusações muito a sério. Este assunto no momento está sendo apurado”.

A porta-voz da universidade, Jennifer Walkter, relatou que acredita ser pouco provável que Cory tenha contraído o vírus. "O médico envolvido afirmou gozar de excelente saúde e que não tem conhecimento de ter Covid-19", acrescentou.

Entretanto, o jornal Hartford Courant anunciou que o profissional deverá se apresentar a um juiz no dia 3 de junho.