Coronavírus » Pandemia

Paulo Guedes diz que coronavírus foi o estopim para uma crise econômica mundial

Enquanto o mercado registrava quedas bruscas, Bolsonaro discursava para empresários nos Estados Unidos

Nicoli Raveli Publicado em 09/03/2020, às 18h40

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro
O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro - Getty Images

Com o surto do coronavírus (Covid-19), o Brasil tenta se proteger da crise nos mercados mundiais. Enquanto isso, o presidente Jair Bolsonaro discursava em Miami para mais de 300 empresários, afirmando que fará o necessário para que os outros países da América do Sul não passem pela mesma situação da Venezuela.

Nesta segunda-feira (9), o mercado de ações mundial atingiu uma queda de mais de 10%. No mesmo dia, o ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que “o mundo está realmente em um momento crítico. O coronavírus está sendo a gota d'água, porque o mundo já estava desacelerando”.

Segundo ele, a melhor resposta ao ocorrido são as reformas administrativas e fiscais. “Temos que manter a serenidade absoluta. A melhor resposta à crise são as reformas”, explicou. O ministro apontou que o vírus foi o estopim para a redução do crescimento econômico mundial. 

Mesmo com esse cenário, o Brasil apresentou um crescimento próprio, já que o país cresceu 1,7% no quarto trimestre de 2019.  “O Brasil está em plena recuperação. Se fizermos as coisas certas, o Brasil reacelera”, afirmou Guedes.