Coronavírus » Pandemia

Pessoas que tossirem em equipes de emergência poderão ser presas no Reino Unido

Segundo o diretor de processos públicos do Reino Unido, Max Hill, a pena para o ato pode ser de até 2 anos

Daniela Bazi Publicado em 26/03/2020, às 16h30 - Atualizado às 17h00

Policiais na cidade de Londres
Policiais na cidade de Londres - Pixabay

Na manhã desta quinta-feira, 26, Max Hill, diretor de processos públicos do Reino Unido, fez um anúncio onde dizia que todos aqueles com suspeita de coronavírus que tossirem em trabalhadores das equipes de emergência britânica poderão ser presos, com uma pena de até 2 anos de cadeia

Segundo ele, a decisão foi tomada após inúmeros relatos de pessoas tossindo nos rostos de lojistas, policiais e profissionais da saúde. "Estou, portanto, chocado com relatos de policiais e outros trabalhadores na linha de frente serem deliberadamente alvo de pessoas que alegam ter o Covid-19. Deixe-me ser bem claro: isso é um crime e precisa parar", disse Max. 

Dois homens entre 40 e 45 anos já foram presos na Inglaterra após tossir e ameaçar cuspir em policiais que faziam o patrulhamento para garantir o cumprimento das regras de distanciamento social. Um deles estava em uma reunião nas ruas de Blackburn, no norte do país, quando foi abordado e acabou ameaçando as autoridades. 

Hill ainda disse que "Trabalhadores de emergência são mais essenciais do que nunca, à medida que a sociedade se reúne para combater a pandemia de coronavírus". O Reino Unido contabiliza cerca de 8 mil casos confirmados e 422 mortes causadas pelo Covid-19. No Brasil, 2.611 pessoas estão infectadas, com um número de 63 falecimentos, onde 48 ocorreram apenas em São Paulo.