Coronavírus » China

Polícia chinesa derruba rede de tráfico de vacinas falsas contra Covid-19

Autoridades locais destruíram laboratórios de falsificação, deteve 80 suspeitos e apreendeu mais de 3.000 vacinas falsas contra o novo coronavírus

Fabio Previdelli Publicado em 02/02/2021, às 10h34

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Pixabay

Segundo noticiado pela mídia local hoje, 02, a polícia chinesa derrubou uma rede de tráfico de vacinas falsas contra a Covid-19 no país. Com o desmanche, mais de 80 suspeitos foram presos, além disso, cerca de 3 mil seringas contendo água salgada também foram confiscadas. 

De acordo com o UOL, o jornal inglês Global Times informou que os falsificadores “possivelmente consideravam vender as vacinas no exterior”. O grupo agia desde setembro em Pequim, Shandong e Jiangsu — essas duas últimas, províncias ao leste do país —, completou a agência de notícias Xinhua. 

A Xinhua ainda informou que a polícia “destruiu laboratórios de falsificação, cortou cadeias comerciais, deteve mais de 80 suspeitos e apreendeu mais de 3.000 vacinas falsas contra a Covid-19". 

Entretanto, a agência não divulgou quantas doses falsas foram comercializadas ou administradas, sabe-se apenas que as vacinas falsificadas eram vendidas a “um preço alto”. Segundo estimativa do Global Times, as doses falsas que continham água salgada eram inofensivas às vítimas, no entanto, aqueles que se vacinavam não tinham nenhuma proteção sequer contra o novo coronavírus.  

Sobre a Covid-19

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro do ano passado.  

De lá pra cá, a doença já infectou mais de 103 milhões de pessoas ao redor do mundo, totalizando cerca de 2.236.454 de mortes, sendo mais de 225 mil delas apenas no Brasil, que está no segundo lugar entre os países onde mais pessoas morrerem por complicações da Covid-19. O primeiro deles é os EUA, com mais de 443 mil.

De acordo com as últimas informações divulgadas pela China, atualmente o país registra 89.564 casos de infecção pelo novo coronavírus, com 4.636 mortes.