Coronavírus » Pandemia

Por falta de insumos, produção de vacinas contra a Covid-19 é paralisada no Brasil

A Fiocruz e o Instituto Butantan tiveram que suspender a produção; a AstraZeneca e a CoronaVac são as duas únicas vacinas produzidas no país

Penélope Coelho Publicado em 21/05/2021, às 09h27

Imagem meramente ilustrativa de vacinas
Imagem meramente ilustrativa de vacinas - Divulgação/Pixabay

De acordo com informações publicadas nesta sexta-feira, 21, pelo portal de notícias G1, a produção de vacinas contra o novo coronavírus está suspensa no Brasil, o motivo: falta de insumos.

Segundo revelado na publicação, a Fiocruz, responsável pela fabricação da vacina AstraZeneca em solo brasileiro, teve que interromper a produção na última quinta-feira, 20, pela falta do IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo). De acordo com a reportagem, a previsão é de que o inumo chegue ao Brasil amanhã, 22, e que a produção volte na próxima terça-feira, 25.

Sabe-se que anteriormente, no dia 14 de maio, o Instituto Butantan já havia paralisado totalmente a produção da vacina CoronaVac, justamente pela falta do IFA.

Para retomar os trabalhos, o instituto continua no aguardo pela liberação de um lote com mais de 10 mil litros da matéria-prima, por parte do governo chinês. Com essa quantidade de insumo, daria para produzir 18 mil doses do imunizante.

A AstraZeneca e a CoronaVac são os dois únicos imunizantes contra a Covid-19 que integram o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, que são produzidos no Brasil. Enquanto a vacina da Pfizer é importada dos Estados Unidos.