Coronavírus » Estados Unidos

Presos tentam contrair novo coronavírus para ganhar liberdade em Los Angeles, EUA

Em duas filmagens internas, foi possível ver os internos respirando sobre máscara e compartilhando objetos descartáveis

Wallacy Ferrari Publicado em 12/05/2020, às 14h30

Imagem ilustrativa de uma prisão americana
Imagem ilustrativa de uma prisão americana - PxHere

Após tomarem ciência de um deslocamento massivo de presos infectados com o novo coronavírus para leitos em hospitais, a população carcerária do presídio North County Correctional Facility foi vista por câmeras de segurança tentando burlar a enfermaria da penitenciária simulando sintomas do vírus.

Conforme divulgado pela agência AFP, um vídeo revela o grupo dividindo um copo com água quente para induzir a alta temperatura corporal, com o objetivo de simular uma febre durante os exames com um termômetro.

Na segunda gravação, os internos compartilham uma máscara e um copo descartável, sem saber sua origem, e respiram intensivamente sobre os objetos. Ambos os vídeos foram registrados em abril.

A equipe da penitenciária ainda não tem certeza se as ações foram intencionais e se os detentos sabiam de algum caso no confinamento, no entanto, 21 internos testaram positivo para a doença na mesma semana que os vídeos foram gravados. De acordo com o xerife local, Alex Villanueva, 5 mil homens foram libertados no sistema prisional do estado da Califórnia durante o plano de contenção do vírus.

O tenente do departamento de xerifes, John Satterfield, em coletiva de imprensa, acrescentou que as fitas "são apenas uma amostra de outros vídeos que estão sendo analisados, e faz parte da investigação em andamento”. Desde que os internos testaram positivo e foram deslocados para leitos fora da prisão, outros 632 testes foram feitos entre os internos, com 16 novos casos.