Coronavírus » Pandemia

Reino Unido afirma que nova variante do coronavírus está ‘fora de controle’

Atualmente, parte da Inglaterra passa por um novo confinamento obrigatório, a fim de evitar maiores danos em decorrência da doença

Penélope Coelho Publicado em 21/12/2020, às 08h14

Imagem ilustrativa de um teste positivo para coronavírus
Imagem ilustrativa de um teste positivo para coronavírus - Divulgação/Pixabay

No último domingo, 20, o ministro da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, justificou o novo confinamento em algumas regiões da Inglaterra informando que a nova cepa de coronavírus detectada no local estava ‘fora de controle’. As informações são do G1.

"Infelizmente, a nova cepa estava fora de controle. Devemos retomar o controle, é a única forma de fazer isso, restringir os contatos sociais", disse Hancock, em entrevista para a Sky News.

O ministro afirmou ainda que as medidas de isolamento devem continuar no local até que a vacinação já tenha se generalizado no país, o homem reiterou que a situação vivida pela Inglaterra é "extremamente séria".

Sabe-se que após o anúncio da nova variante do vírus na região, diversos países como Argentina, Colômbia, Chile e Peru tomaram a decisão de fechar suas fronteiras aéreas com o Reino Unido, a fim de evitarem a disseminação da nova cepa.

Sobre a Covid-19

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, a Inglaterra tem atualmente 1.743.893 casos de infecção pelo novo coronavírus, com 58.807 mil mortes registradas em decorrência da doença.

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.  

De lá pra cá, a doença já infectou mais de 76 milhões de pessoas ao redor do mundo, totalizando mais de 1.693.447 milhão de mortes, sendo mais de 186 mil delas apenas no Brasil, que está no segundo lugar entre os países onde mais pessoas morrerem por complicações da Covid-19. O primeiro deles é os EUA, com mais de 317 mil.