Coronavírus » Brasil

Residência de casal de empresários que morreu por complicações da Covid-19 é saqueada

A morte de José Carlos de Abreu Cartaxo e Lívia Gonçalves de Abreu emocionou o Brasil essa semana; eles faleceram com o intervalo de 20 minutos um do outro

Fabio Previdelli Publicado em 25/02/2021, às 13h00

José Carlos de Abreu Cartaxo e Lívia Gonçalves de Abreu
José Carlos de Abreu Cartaxo e Lívia Gonçalves de Abreu - Divulgação

Nesta semana, a morte de um casal da Paraíba, vítima de Covid-19, emocionou todo o Brasil. Na Segunda-feira, 22, o Hospital Regional de Cajazeiras informou o falecimento de José Carlos de Abreu Cartaxo, de 36 anos, e de sua esposa Lívia Gonçalves de Abreu, de 35.  

Ambos estavam hospitalizados há mais de uma semana até que suas situações se agravaram e eles precisaram ser entubados. Pouco depois, eles morreram com uma diferença de 20 minutos um do outro, conforme explicou o centro médico. 

Além da perda familiar, as filhas do casal passaram por outra situação traumatizante. Acontece que ontem, 24, um dia após o enterro de seus pais, a casa delas foi arrombada e saqueada durante a madrugada. De acordo com a delegada Cristina Roberta, que cuida das investigações, equipamentos de som, televisores e assessórios automotivos foram levados do local.  

José Carlos e Lívia trabalhavam com o aluguel de equipamentos de som. O trabalho dos dois era tão conhecido que ele tinha o apelido de Carlinhos Paredão. Nas redes socias, o tio das meninas e irmão de Carlinhos publicou um vídeo mostrando como a casa ficou revirada após a ação dos criminosos.  

Agora, a família faz um apelo para que os responsáveis sejam localizados e presos. Os familiares reiteraram que tudo o que foi levado pertence as meninas e que, além da dor da perda, também tem de enfrentar a perda material. As autoridades, por sua vez, pedem para que a população ajude as investigações por meio de denúncias anônimas.  

Cristiano de Abreu, irmão de José Carlos, disse que eles só perceberam o furto depois que voltaram para a casa do casal. "Hoje fomos na casa deles e nos deparamos com a situação lá, levaram o paredão de som. Além dele ter perdido a vida dele, perdeu o que deixou para as filhas dele. Era o único bem que deixaram para as filhas. Ele trabalhou muito para isso", declarou. “É de cortar o coração”. 

Ele também disse que suspeita que os criminosos conheciam a casa, já que até as câmeras de segurança foram levadas. "Tem máquina que não é todo mundo que tira não. Foi especialista, gente que sabia o que estava fazendo".