Coronavírus » Alemanha

Surto de Coronavírus atinge 76 freiras em convento na Alemanha

Entre os muitos funcionários clericais da instituição, as mulheres, em grande maioria idosas, testaram positivo para a doença

Pamela Malva Publicado em 02/12/2020, às 14h30 - Atualizado às 14h55

Imagem meramente ilustrativa de freiras
Imagem meramente ilustrativa de freiras - Divulgação/Pixabay

Um novo surto de Coronavírus infectou 76 freiras de um mesmo convento na Alemanha. Otimista, a irmã Maria Cordis Reiker, madre superiora que administra o mosteiro, disse estar grata “porque até agora ninguém está no hospital".

O primeiro caso da instituição foi registrado na semana passada e, desde então, o convento está em quarentena. Tal medida foi tomada a fim de proteger as freiras do lugar, cuja maioria é formada por mulheres idosas e no grupo de risco.

Além das 76 beatas infectadas, o mosteiro espera pelo resultado de 160 funcionários não clericais. Segundo a Associated Press, outras 85 freiras foram testadas, mas obtiveram resultados negativos, causando um certo alívio.

Vivendo em um convento da Ordem Franciscana, em Thuine, as freiras ainda administravam um internato para meninos e diversas escolas. Por isso, as autoridades agora tentam entrar em contato com as instituições, para notificá-las sobre o surto.

Sobre a covid-19 

Em 1º de dezembro de 2019, há um ano, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.  

De lá pra cá, a doença já infectou mais de 64 milhões de pessoas ao redor do mundo, totalizando mais de 1.486 milhão de mortes, sendo mais de 173 mil delas apenas no Brasil, que está no segundo lugar entre os países onde mais pessoas morrerem por complicações da Covid-19. O primeiro deles é os EUA, com mais de 270 mil.

Atualmente, o Brasil enfrenta a segunda onda de contaminações pelo vírus, o que levou o prefeito de São Paulo, João Dória, a afirmar no último dia de novembro que certas regiões do estado precisariam voltar à fase amarela.