Coronavírus » Vacina

Vacina contra covid-19 induz resposta imune “robusta”, aposta estudo divulgado na Nature

Resultado preliminar da vacina, produzida pela BioNTech e Pfizer, também aponta que efeitos colaterais em voluntários não foram graves

Fabio Previdelli Publicado em 12/08/2020, às 11h15

Fotografia ilustrativa de vacina sendo retirada de frasco
Fotografia ilustrativa de vacina sendo retirada de frasco - Pixabay

De acordo com uma pesquisa publicada nesta quarta-feira, 12, na revista científica Nature — uma das mais importantes do mundo —, a vacina BNT162bi induziu uma resposta imune “robusta” contra a Covid-19 e, além do mais, não apresentou nenhum efeito colateral considerado grave entre os voluntários adultos. Vale lembrar que a vacina está sendo produzida pelas gingantes farmacêuticas BioNTech e Pfizer.

De acordo com o estudo, os participantes apresentaram níveis de anticorpos de 1,9 a 4,6 vezes maiores se comparado com pacientes em recuperação. Entretanto, apesar do otimismo, o resultado ainda não valida a eficiência da vacina; isso só ocorrerá na terceira e última fase da pesquisa.

O que foi divulgado diz respeito às etapas 1 e 2, que analisam a segurança e começam a determinar a eficácia do antídoto. Essas fases ainda estão em andamento. Conforme divulgado, a resposta imune dos participantes variou conforme a dose aplicada, sendo maior como uma segunda dose da vacina: a de reforço.

O estudo aponta que a “BNT162b1 foi bem tolerada, embora alguns participantes tenham apresentado efeitos colaterais leves a moderados, que aumentaram com o nível da dose, nos sete dias após a vacinação, incluindo dor no local da injeção, fadiga, dor de cabeça, febre e distúrbios do sono”.