Testeira
Colunas / Daniel Bydlowski » O Show de Truman

24 anos de 'O Show de Truman': como um filme pode se tornar cada vez mais atual?

Filme lançado em 1998 e estrelado por Jim Carrey não poderia ser mais contemporâneo

Redação Publicado em 24/04/2022, às 08h00

O Show de Truman (1998)
O Show de Truman (1998) - Divulgação/Paramount Pictures

Homenageado neste ano, no pôster da 75ª edição do Festival de Cannes, que divulga imagens de filmes e momentos que marcaram a história da sétima arte, 'O Show de Truman', lançado lançado em 1998 e estrelado por Jim Carrey, é um trabalho meticuloso do diretor Peter Weir e do roteirista Andrew Niccol.

A filme apresenta a saga do pacato vendedor de seguros, Truman Burbank que embora tenha sua vida toda, desde que é bebê, completamente monitorada por um programa televisivo não desconfia, até que ele passe a estranhar sua cidade, e até mesmo seus amigos e mulher.

Divulgação/Paramount Pictures

Classificado à época como uma ficção cientifica, o longa já pode ser considerado bastante real, tendo em vista programas de entretenimento que acompanham a vida de seus protagonistas 24 horas por dia.

Embora no filme de 1994, Trumannão saiba o que está acontecendo, os reality shows ganharam tanta força e adeptos do estilo, que provavelmente nos dias atuais não seria considerado uma fantasia de roteiros cinematográficos.

O mundo em que o personagem, brilhantemente interpretado porJim Carrey, que acaba de se aposentar aos 60 anos, vive é o ideal. Como uma daquelas séries familiares americanas em que vizinhos são super amigos.

O grande ponto que torna o filme tão atual é como Truman passa a aceitar seu mundo da forma como ele é.

Assim como vistos nos inúmeros programas que transmitem uma “vida real” o tempo todo, e também na rotina de muitas pessoas, não há muitos questionamentos do que há lá fora, o momento passa a ser uma verdade absoluta.  

No entanto, por mais que se encontre a felicidade sempre há algo à espreita, aquele desejo de algo mais ou a falta do que ainda nos é desconhecido. Para Truman, o questionamento aparece quando a mulher que ele realmente amou, Lauren, interpretada por Natascha McElhone, vai morar em Fiji. No longa, a atriz que fazia o papel de Laurem, chamada Silvia, passa a sentir pena e a gostar de Truman o que pode comprometer todo o programa.

Divulgação/Paramount Pictures

O universo do protagonista é controlado pelo produtor Christof, Ed Harris, que apesar de diversas criticas de pessoas que entendem que Truman é uma vitima de uma cruel decepção, continua com a farsa. Mas há alguns erros que farão Truman perceber tudo. Vamos a eles, e algumas curiosidades:

- Um dia ao sair de sua casa um objeto, que é na verdade uma das luzes do cenário, cai do céu, deixando-o muito desconfiado. O spot de luz está etiquetado com o nome de Sirius, uma das estrelas mais brilhantes vista a olho nu, ou seja, até as estrelas são falsas.

- Ao ligar o rádio, Truman acaba pegando uma frequência interna e escuta pessoas da produção do programa conversando sobre o que ele está fazendo naquele exato momento.

- Truman encontra seu pai, supostamente falecido em uma tempestade no mar, na rua e quando tenta se aproximar outros personagens aparecem para distrai-lo. Mais tarde na trama, com todas as inquietudes de Truman, Christof decide trazer o personagem do pai de Truman de volta a cena para acalmá-lo, o que não dá certo.

Curiosidades

- O nome Truman em inglês tem a mesma pronuncia de “true man”, ou homem real em português.

- Christof, nome do produtor e criador do programa faz referencia a Cristo, ou criação. Christof consegue dar continuidade ao seu programa de sucesso por tantos anos graças ao fato de ter adotado Truman, proveniente de uma gravidez indesejada, como um ser humano sob a tutela de uma empresa.

- Embora o filme seja um lançamento da década de 90, o cenário, ou mundo escolhido para o Truman “viver” no programa é dos anos 50. Momento em que a televisão conquistou as casas norte-americanas, a publicidade ganhava força, bem como o estilo de vida deles foi glorificado.

- O Show de Truman não tem intervalos, todo o lucro vem da publicidade dos objetos, que ficam a venda – desde roupa, cenário e alimentos, inserida nas falas dos personagens o que podemos facilmente relacionar as propagandas que os influenciadores fazem atualmente.