Desventuras » Entretenimento

Valor exorbitante e polêmica: 5 curiosidades sobre o clássico filme 'Cleópatra'

Todos os aspectos da produção foram grandiosos: os cenários, o orçamento e também os problemas

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 15/12/2021, às 17h22

Elizabeth Taylor como Cleópatra
Elizabeth Taylor como Cleópatra - Divulgação/20th Century Fox

No ano de 1963, chegou aos cinemas um filme norte-americano que marcaria gerações. Tratava-se de "Cleópatra", um sucesso de bilheteria instantâneo que trouxe a lendária atriz Elizabeth Taylor no papel da famosa rainha egípcia

A despeito de sua tremenda popularidade tanto com as audiências quanto com a crítica especializada (a obra conquistou nada menos que quatro Oscars), o que sem dúvida a imortalizou como um clássico do cinema, a obra foi envolvida em uma série de contratempos e até mesmo um escândalo. 

1. Projeto caro

O longa foi uma superprodução de sua época, tornando-se o filme com maior orçamento na história de Hollywood, até então. Ele custou 44 milhões de dólares para ser finalizado (hoje, isso seria o equivalente ao impressionante valor de 330 milhões de dólares). 

Uma parte considerável desses recursos foi destinada as construções dos cenários onde as cenas foram gravadas, uma vez que no período os efeitos especiais eram muito mais limitados que aqueles com os quais contamos atualmente. 

Outro aspecto do filme que sem dúvida aumentou seu preço foi o gordo contrato de um milhão de dólares fechado com Taylor. A artista britânica é inclusive tida como a primeira atriz a ser tão bem paga por um papel, de acordo com informações repercutidas pelo g1 em 2013.

Fotografia de Elizabeth Taylor / Crédito: Divulgação/ Pixabay

 

Outra curiosidade é que o projeto quase teve um fim desastroso, levando o canal Fox à falência, felizmente a emissora estadunidense conseguiu sobreviver ao episódio.

2. Obstáculos

Para quem vê o glamoroso resultado final registrado no filme, é difícil imaginar quantas coisas deram errados durante o processo de criá-lo.

Ainda conforme o veículo, houve dois atores que desistiram de seus papeis (justamente aqueles que foram escalados para interpretarem Júlio César e Marco Antônio, personagens de grande relevância para o enredo), levando à trocas de elenco de última hora. 

Além disso, ocorreu uma mudança inesperada de locação para as filmagens, que começaram na cidade de Londres, na Inglaterra, porém precisaram terminar em Roma, na Itália. 

Os contratempos acabaram fazendo com que as gravações de 'Cleópatra' demorassem dois anos e meio para serem finalizadas. 

3. Cenários artesanais

Os cenários criados manualmente para o longa, embora impressionantes, também representaram uma verdadeira dor de cabeça para a produção. Isso pois, além de caros e demorados para serem montados uma única vez, eles precisaram ser remontados após a mudança das gravações para um estúdio em solo italiano. 

Ao menos, os esforços da direção de arte de 'Cleópatra' foram reconhecidos na cerimônia do Oscar, que premiou os responsáveis por recriar o Egito em meio ao século XX.

4. Figurino rico

Falando em Oscar, outro desses troféus foi dado para os responsáveis pelos figurinos usados pelos personagens do longa, e não é para menos. Elizabeth Taylor, sozinha, por exemplo, usou um total de 65 trajes diferentes — sendo que um deles, o que está presente em sua primeira aparição em Roma mostrada no filme, era feito com ouro 24 quilates. 

5. Romance nas telas e na vida

Elizabeth Taylor e Richard Burton em "Cleópatra" (1963) / Crédito: Divulgação/ 20th Century Fox

 

Por fim, um dos fatos mais conhecidos (e polêmicos) a respeito do filme é que o envolvimento amoroso entre Cleópatra e Marco Antonio acabou ultrapassando a mera atuação para a dupla que interpretou os personagens. 

Isso pois Elizabeth e Richard Burton (que deu vida ao líder romano) se apaixonaram na vida real, ainda que ambos fossem casados na época. Vale mencionar que eles deixaram seus respectivos parceiros para poderem viver seu amor, que é o motivo pelo qual a situação se tornou um escândalo em Hollywood.