Desventuras » Genghis Khan

Da aparência a tumba perdida: Os enigmas de Genghis Khan

A trajetória do líder mongol ainda é marcada por questões não respondidas

Vítor Soares, professor de História Publicado em 09/11/2021, às 10h54

Ilustração do líder mongol em cédula
Ilustração do líder mongol em cédula - Pixabay

Imagine um império do tamanho do continente africano. Pois é: o Império Mongol chegou aos seus 20 milhões de km², nascendo com a liderança de Genghis Khan,um chefe militar e político que unificou as tribos mongóis e conquistou nada menos que parte da China, Coreia, Mongólia, Tibete e regiões onde hoje estão localizados Irã, Iraque, Afeganistão, leste da Turquia, oeste do Paquistão, Azerbaijão, Rússia, Cazaquistão, Ucrânia, Sibéria e partes de Bielorrússia, Uzbequistão e Romênia. Não é pouca coisa.

Quando jovem, seu nome era Temujin. Ele nasceu com um coágulo em uma das mãos, o que foi interpretado por alguns como um sinal de que seria um guerreiro grandioso. Filho do líder de uma pequena e frágil tribo, ele teve que se virar sozinho desde os nove anos, quando o pai morreu envenenado por uma tribo rival.

A trajetória de Temujin muda quando ele se torna Genghis Khan, transformando-se em líder de sua tribo e, a partir dela, conseguindo unificar todo o povo mongol. O historiador André Bueno, professor da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória (PR), fala sobre essa mudança motivada pelo fator liderança.

"Os mongóis eram uma força incrível, mas dispersa e sem um líder. Genghis era carismático, inteligente, obstinado e bom articulador. Sabia do potencial de seu povo e soube dirigi-lo. A riqueza ou a alfabetização não são fatores fundamentais para constituir uma liderança sólida. Esse líder de origem humilde atraiu milhares de seguidores por onde passou justamente por sua trajetória de vida”.

Ainda assim, nem tudo está claro na história de Genghis Khan.Existem mistérios que fazem historiadores, arqueólogos e pesquisadores em geral passarem noites em claro para tentar encontrar alguma resposta. Dentre eles, destacamos os três principais:

1. Não sabemos como ele era fisicamente

A falta de evidências sobre a aparência física de Genghis Khan é uma grande questão. Não existiam câmeras por volta do século XIII, mas figuras grandiosas como ele deveriam possuir pinturas e estátuas o suficiente para que algumas conclusões mínimas fossem efetuadas.

Afinal, se um pintor chinês registrasse Khan de um jeito, e décadas depois um escultor persa fizesse uma estátua que tivesse alguma semelhança com a pintura chinesa, seria plausível deduzir que o líder dos mongóis se parece ao menos um pouco com aquilo, correto? Mas não é o que temos. As “provas corporais” de Khan variam demais.

A maioria dos registros físicos sobre ele foi destruída quando os soviéticos controlaram a região e decidiram destruir e também proibir qualquer referência ao pai fundador da Mongólia.

Crédito: Pixabay

 

O registro mais antigo que se tem notícia é o de um cronista persa chamado Rashid al-Din, que alega que Genghis tinha cabelo vermelho e olhos verdes. Mas os historiadores não consideram que essas informações bastam para estabelecer conclusões confiáveis sobre a aparência de Khan.

2. Não sabemos como ele morreu

A narrativa tradicional alega que o falecimento de Khan se deu em 1227, por complicações relacionadas à queda de cavalo que sofreu – o maior conquistador do mundo até então, morto por ter caído de menos de dois metros de altura? A história está longe de ser confirmada.

Outras fontes alegam que o unificador dos mongóis morreu de Malária, enquanto algumas versões falam em morte após uma flechada no joelho. Há até uma lenda de que Khan teria sido assassinado após tentar ter relações com uma princesa chinesa, mas, como já foi deixado claro, nada disso possui confirmação.

Um texto histórico encomendado pela dinastia Ming da China, anos após a morte de Genghis, alega que ele teria morrido oito dias após começar a se sentir mal com uma febre.

Por muito tempo, acreditou-se que fosse uma febre tifoide, mas pesquisas recentes falam na possibilidade de peste bubônica, que estava justamente em ascensão naquela época. É curioso perceber que não há quem cogite que o conquistador mongol tenha morrido em batalha.

3. Não sabemos onde ele está enterrado

A história de Genghis Khan se mistura com a mitologia. Acredita-se que quando ele morreu, independente do motivo, uma cavalaria de confiança teria levado seu corpo pelas planícies e montanhas da Mongólia, e todos aqueles que esbarraram com essa comitiva foram mortos. A ideia era justamente não deixar ninguém saber onde Khan estava enterrado.

Então, após horas cavalgando, a caravana teria enterrado o corpo do antigo Temujin em algum lugar desconhecido e nunca encontrado. Vale ressaltar: sempre que há um vácuo de conhecimento na história, ele é preenchido com muita imaginação, já que há inúmeras teorias até hoje sobre onde o corpo do maior líder mongol estaria... Isso sem falar das riquezas incontáveis acompanhando o corpo.

Quanto a isso, muito foi falado sobre ele estar enterrado numa montanha chamada Burkhan Khaldun, embora muitas montanhas tenham esse nome. Até mesmo o National Geographic já usou imagens de satélite para tentar encontrar o túmulo, com o Projeto Vale do Khans. Nada foi concluído.

Muitos na Mongólia afirmam não desejar encontrar o corpo do antigo líder. Formada em Relações Internacionais pela Universidade de Buryat – Rússia –, a jovem tradutora mongol Uelun, numa entrevista para a BBC intitulada "A história da tumba secreta de Genghis Khan, que ele proibiu de ser encontrada", disse algo que resume o sentimento de muitos mongóis.  

"Eles fizeram todo aquele esforço para esconder a tumba (...) Se eles queriam que nós o encontrássemos, teriam deixado algum sinal".

A saga do conquistador

Diante da trajetória do líder mongol, sua vida pública e íntima é tema do novo episódio do podcast 'Desventuras na História'. Com minha narração, você poderá conhecer a trajetória e entender como Genghis Khan se tornou um dos nomes mais intrigantes da História. 

Confira abaixo o episódio!