Desventuras » Brasil

A casa que a Marquesa de Santos ganhou de Dom Pedro I

Localizada no Rio de Janeiro, a residência é uma das construções neoclássicas de maior destaque na região

Redação Publicado em 13/02/2022, às 08h00 - Atualizado em 04/03/2022, às 18h15

Fachada interna da residência de Domitila de Castro
Fachada interna da residência de Domitila de Castro - Divulgação / Facebook / Casa da Marquesa de Santos - Museu da Moda Brasileira

No Bairro Imperial de São Cristóvão, no Rio de Janeiro, está localizada, até os dias de hoje, uma das propriedades da Marquesa de Santos. A casa de Domitila de Castro, a mais famosa amante de D. Pedro I, foi um presente do imperador, entregue à mulher em meados do século 19. 

Tombada pelo Instituto de Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN), em 1938, a residência que serviu de ponto de encontro do casal atualmente é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, sendo considerada um dos grandes exemplares do estilo neoclássico no estado.

Visão do pátio interno da Casa da Marquesa de Santos / Crédito: Divulgação / Facebook / Casa da Marquesa de Santos - Museu da Moda Brasileira

Projeto arquitetônico

De acordo com informações do site Museus do Rio, o Palacete do Caminho Novo, como é conhecida a casa, foi projetado por Jean Pierre Pézerat e conta com pinturas de Francisco Pedro do Amaral. 

A residência, na qual a marquesa viveu entre os anos de 1827 e 1829, foi construída em um terreno próximo ao Paço de São Cristóvão, em um local onde antes exitiam duas chácaras.

Ricos detalhes

Não bastassem as belíssimas pinturas, a casa ainda é repleta de baixos-relevos inspirados na mitologia greco-romana, tanto na decoração externa quanto nos forros dos salões superiores. As obras são de autoria dos irmãos Marc e Zephirin Ferrez, importantes escultores da missão artística francesa.

Na imagem, porta com detalhes em formato de coração e pinturas / Crédito: Divulgação / Facebook / Casa da Marquesa de Santos - Museu da Moda Brasileira

Ainda de acordo com o portal, os assoalhos de toda a propriedade são de madeira brasileira trabalhada. A fachada interna conta com duas imponentes escadarias curvas, as quais dão para um grande jardim arborizado. Além disso, quase todas as janelas e portas do palacete apresentam detalhes em vidro e possuem corações. 

Diferentes proprietários

Após um breve período como propriedade de Domitila de Castro, a residência passou pelas mãos de diferentes personalidades ao longo do século 19. Um dos nomes mais notáveis foi o Barão de Vila Nova do Ninho, quem reformou o edifício e o reinaugurou em 1857.

Imagens da parte interna da residência / Crédito: Divulgação / Facebook / Casa da Marquesa de Santos - Museu da Moda Brasileira

Mais tarde, entre 1869 e 1882, pertenceu ao Barão de Mauá, que também promoveu adaptações na casa, adicionando novas pinturas à sala de música, localizada no piso superior.

Museu da Moda Brasileira

Como se trata de um construção tombada, surgiu nos últimos anos, uma proposta de transformar o antigo palacete em um local de memória. O terreno, anexo à residência, dá lugar ao Museu da Moda Brasileira, o qual está sendo idealizado pela Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, em parceria com o Instituto Zuzu Angel e com a Fundação Getúlio Vargas.


Pedro, herói de Portugal

A saga de Dom Pedro I após deixar para trás o trono do Brasil é tema de um episódio do podcast 'Desventuras na História'.

Com narração de Vítor Soares, professor de História e dono do podcast 'História em Meia Hora', o episódio relembra um momento pouco discutido na trajetória do imperador.

Confira abaixo!


+Saiba mais sobre o tema através de grandes obras disponíveis na Amazon:

D. Leopoldina: a história não contada: A mulher que arquitetou a independência do Brasil, de Paulo Rezzutti (2017) - https://amzn.to/3hwA2Bb

Titília e o Demonão – A história não contada: A vida amorosa na corte imperial: mensagens de d. Pedro I à marquesa de Santos, de Paulo Rezzutti (2019) - https://amzn.to/2YFRZ7N

D. Pedro - A História não Contada, de Paulo Rezzutti (2015) - https://amzn.to/3hAIsHG

Discurso de Dom Pedro I recitado na abertura da Assembéia Geral Constituinte e Legislativa a 3 de maio de 1823, de Frei Caneca - https://amzn.to/2QackQ0

Pedro I, de Isabel Lustosa - https://amzn.to/2Qbk3NJ

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W