Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Desventuras / Mansão

Como luxuosa mansão de traficante se tornou dor de cabeça para o México

A mansão pertenceu a Amado Carrillo Fuentes, conhecido como 'O Senhor dos Céus'

Redação Publicado em 27/07/2022, às 17h44 - Atualizado em 08/08/2022, às 17h54

Registro da mansão e do narcotraficante - Divulgação/YouTube
Registro da mansão e do narcotraficante - Divulgação/YouTube

No fim de junho, uma luxuosa mansão localizada na capital do México tornou-se o principal prêmio da loteria nacional do país. A propriedade, por sua vez, pertenceu a Amado Carrillo Fuentes — também conhecido como 'O Senhor dos Céus' —, um narcotraficante extremamente influente, e já vinha causando grande dor de cabeça no governo mexicano.

A residência conta com dois andares e ocupa uma área de quase mil metros quadrados, e possui uma piscina coberta, jardins, garagem com espaço suficiente para até 30 carros, um bar com adega, nove quartos, seis jacuzzis, vários armários e vestiários, uma cozinha enorme, uma sauna a vapor, uma biblioteca e uma 'casinha' de bonecas em tamanho real.

Casinha de bonecas da mansão de Amado Carrillo Fuentes
Casinha de bonecas da mansão de Amado Carrillo Fuentes / Divulgação/YouTube/Noticias Telemundo

Graças ao seu enorme tamanho, a propriedade — que estava sob os cuidados do governo do México — demandava de valores muito altos para sua manutenção, o que preocupava muito os responsáveis pela preservação do local. Somente com serviços de segurança, por exemplo, eram gastos cerca de US$ 25 mil.

Leilão e sorteio

A luxuosa mansão foi leiloada pela primeira vez em maio de 2020, pelo Instituto para Devolver al Pueblo Lo Robado (Instituto para Devolver Bens Roubados ao Povo, em tradução literal) — agência governamental criada pelo presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador para vender bens apreendidos de organizações criminosas.

A melhor oferta foi de US$ 2,47 milhões, de um homem não identificado. No entanto, no fim acabou que o vencedor do leilão não pagou o prometido, e a propriedade continuou sob os cuidados do governo.

Parte da mansão de Amado Carrillo Fuentes
Parte da mansão de Amado Carrillo Fuentes / Divulgação/YouTube/Noticias Telemundo

Então, quando os responsáveis pela manutenção e preservação do local se cansaram dos gastos necessários e da preocupação, decidiram colocar a mansão em sorteio na loteria nacional do México. 

Estamos fazendo isso para apoiar o povo mexicano e ajudar nossos vizinhos", disse o presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador quando anunciou o sorteio, no início de junho. "Há muitos bens públicos abandonados espalhados por vários órgãos governamentais, e eles vão se arruinar se não forem mantidos adequadamente", acrescentou, como informado pelo El País.

Os administradores da loteria colocaram três milhões de números em disputa, mas a resposta do público a princípio não alcançou as expectativas deles. Por isso, o anúncio do vencedor foi feito gradualmente, tendo sido, na verdade, o 17º número o vencedor da casa. No entanto, a identidade do titular do bilhete não será divulgada.

A rifa para a obtenção da mansão também incluía, entre seus prêmios, cerca de 200 lotes de terra em Playa Espiritu, um projeto de desenvolvimento turístico fracassado no estado mexicano de Sinaloa — o valor de cada lote custa de US$ 40 mil a US$ 60 mil. Além disso, também inclui US$ 2,9 milhões em prêmios em dinheiro.

Amado Carrillo

Amado Carrillo Fuentes foi um narcotraficante mexicano que tomou o controle do Cartel de Juárez após assassinar aquele que antes era seu chefe, Rafael Aguilar Guajardo — que também era comandante da Polícia Federal da Direção Federal de Segurança no México.

Amado Carrillo Fuentes, narcotraficante mexicano
Amado Carrillo Fuentes, narcotraficante mexicano / Foto por US gov pelo Wikimedia Commons

Carrillo chegou a ser conhecido em vida como 'O Senhor dos Céus', devido a grande quantidade de aviões, jatos e quaisquer outras aeronaves que possuía, que utilizava para transportar drogas. Embora seu principal centro de operações estivesse na cidade fronteiriça de Ciudad Juárez (México), o traficante possuía propriedades em todo o país.

Como ele ainda era procurado por autoridades da Argentina, Colômbia, Estados Unidos e México, Amado Carrillo fazia diversos procedimentos estéticos e cirurgias plásticas para não ser descoberto e capturado. No entanto, em 1997 o traficante morreu em decorrência de um procedimento malfeito.

Desventuras...

Mais histórias curiosas podem ser conferidas no podcast 'Desventuras', feito com narração de Vítor Soares, professor de História e idealizador do podcast 'História em Meia Hora'. No episódio abaixo, você entende como Virginia Hall, se tornou a maior inimiga da Gestapo.