Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Desventuras / Elvis Presley

Elvis Presley: Por que o astro só fez três shows fora dos Estados Unidos?

Apesar de Elvis Presley ser um dos cantores que mais venderam álbuns ao redor do mundo, o astro nunca fez turnês mundiais

Redação Publicado em 19/07/2022, às 13h37

Elvis Presley durante apresentação - Reprodução/Vídeo/Youtube
Elvis Presley durante apresentação - Reprodução/Vídeo/Youtube

O Rei nunca esteve tão vivo. Com a estreia do filme 'Elvis', o nome de um dos mais famosos artistas que já existiram voltaram à tona entre antigas e novas gerações. O longa dirigido por Baz Luhrmann, que traz Austin Butler na pele do astro, chegou aos cinemas brasileiros na última semana e apresenta a ascensão e a queda de Elvis Presley, que se tornou um dos mais rentáveis artistas da história da música. 

Um dos pontos que chama atenção na cinebiografia é a vontade que o artista expressava em realizar apresentações fora dos Estados Unidos, no entanto, acabava sendo impedido pelo empresário, o coronel Tom Parker (interpretado por Tom Hanks). Assim, muitos se perguntam: Isso realmente aconteceu na carreira do astro?

Bom, vale ressaltar, conforme repercutido pela Rolling Stone Brasil, que Elvis Presley chegou a realizar apenas três shows fora das terras do Tio Sam. Em 1957, o artista fez três apresentações no Canadá, país vizinho. Todavia, é fato que Tom Parker, de fato, impactou as apresentações do artista fora dos EUA.

Reprodução/Vídeo/Youtube

Apesar de o homem ter entrado para a história como Tom Parker, ele nasceu como Andreas Cornelius van Kuijk e foi responsável pelos passos inicias da carreira de Elvis. Todavia, seu passado é marcado por controvérsias. Suspeitas indicam que Tom Parker era foragido da Holanda e encontrou estadia ilegal nos EUA. Como consequência, era difícil que conseguisse sair do país para acompanhar Elvis em uma turnê mundial, por exemplo.

Ele se casou com uma mulher nascida nos EUA e também serviu ao Exército, todavia, não fora registrado como estrangeiro através do Smith Act, de 1940. O agente de Presley também não encontrou meios, ou seja, programas de anistia, que pudessem regularizar sua situação no país antes da da lei. 

Como citamos no começo da reportagem, as apresentações feitas por Elvis no Canadá (Vancouver, Ottawa e Toronto) não contaram com a presença de Parker. Apesar de não precisar de um passaporte, ele optou por permanecer nos Estados Unidos. 

Problemas? 

Além disso, para fazer com que Elvis não embarcasse em uma turnê fora dos EUA, o agente apontava as seguintes questões: falta de segurança, uma infraestrutura comum nos shows de Elvis, além do valor dos ingressos, que seriam mais altos. E se engana quem imagina que as constantes negativas do empresário não irritaram Elvis.

Em 1974, por exemplo, Presley recebeu uma proposta milionária para embarcar numa turnê na Austrália, no entanto, o convite foi engavetado por Tom Parker. Elvisteria, até mesmo, demitido o empresário quando descobriu o acordo oferecido.

Reprodução/Vídeo/Youtube

O episódio fora relembrado por Jerry Schilling durante conversa com o Noise11. Ele, que englobou o grupo executivo que rondava Elvis (o Memphis Mafia), relembrou a vontade que o artista tinha em fazer turnês fora dos EUA.

Clima tenso!

"Eu estava naquela reunião tarde da noite no Las Vegas Hilton. Elvis queria fazer turnês no exterior. Ele queria ir à Austrália, ao Japão. O coronel falou: ‘se você for, eu não irei com você’. Elvis falou: ‘tudo bem então, você está demitido'", explicou Jerry

Ele também disse que as pessoas não tinham 'coragem' de se aproximar do artista quando o mesmo tentou elaborar uma turnê. 

"Quando Elvis tentou montar uma turnê ninguém ousava chegar perto dele por medo do Coronel. Eles [os produtores] tinham um relacionamento com o coronel. Eles respeitavam o coronel. Eles não queriam passar por cima dele. No fim das contas, Elvis não podia chegar onde queria por causa das amarras dos negócios", afirmou ele.

A saga de um astro

A história de Elvis Presley é relembrada no podcast 'Desventuras'. Com narração de Vítor Soares e roteiro da Aventuras na História, um dos episódios relembra os principais fatos que marcaram o auge e a queda do Rei do Rock. 

Confira abaixo!