Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Desventuras / Personagem

Inimiga nº 1 da Gestapo: A turbulenta saga da espiã Virginia Hall

Conheça a trajetória completa da espiã da Segunda Guerra Mundial que aterrorizou a polícia secreta da Alemanha

Redação Publicado em 08/07/2022, às 15h46

Virginia Hall, a inimiga nº 1 da Gestapo - Divulgação / CIA
Virginia Hall, a inimiga nº 1 da Gestapo - Divulgação / CIA

Considerada uma das maiores espiãs da Segunda Guerra Mundial, Virginia Hall foi fundamental para a libertação da França. Na época, ao invés de se mudar para os Estados Unidos, a jovem decidiu lutar contra os nazistas, se tornando a principal inimiga da Gestapo. 

Ainda jovem, Virginia Hall perdeu a perna esquerda enquanto caçava pássaros. Infelizmente, esse episódio a impediu de se tornar uma diplomata, o seu grande sonho. Por outro lado, ela se tornou uma espiã. 

Durante o período da Segunda Guerra Mundial, ela passou a dirigir ambulâncias na França. Nesta mesma época, uma onda de nacionalismo crescia pelo continente europeu. 

Tempos depois, Virginia passou a treinar células de resistência, que explodiam pontes e trens de carga. 

“Ela ajudou a inaugurar um papel audacioso de espionagem, sabotagem e subversão por trás de linhas inimigas em uma era em que as mulheres mal apareciam no prisma de heroísmo, quando sua participação em combates se limitava a uma função paliativa, de apoio. Quando se esperava que elas apenas parecessem bonitas e agissem com obediência, deixando os homens fazerem o serviço pesado”, disse Sonia Purnell, autora da biografia "Uma mulher sem importância".

Para saber mais sobre o tema, ouça agora o podcast abaixo 'Desventuras na História', apresentado pelo renomado professor de História Vítor Soares.

Ouça o episódio: 


+++Acompanhe Vítor Soares no Instagram: 


DESVENTURAS / MONARQUIA

Na madrugada de 16 de julho de 1918, o czar Nicolau II, sua esposa, a czarina Alexandra Feodorovna, as quatro filhas e o filho do casal foram brutalmente executados. Contudo, outros membros da dinastia Romanov e pessoas ligadas a esta família conseguiram sobreviver. Para saber mais, clique aqui!