Testeira

Quem é o neurocientista português Antônio Damásio?

Natural de Lisboa, o especialista tem trabalhos importantes nas áreas da neurobiologia e da investigação do cérebro humano

Fabiano de Abreu Publicado em 27/02/2022, às 11h00

Fotografia de António Damásio, em 2013
Fotografia de António Damásio, em 2013 - Fronteiras do Pensamento/ Creative Commons/ Wikimedia Commons

Antônio Rosa Damásio nasceu em Lisboa em 1944, é um médico neurologista e um neurocientista português. Tamanho talento não ficou só em Portugal, conseguiu se destacar e trabalhar com a ciência em locais como o Hospital da Universidade de Iowa. Damásio é autor de livros importantes como ‘O erro de Descartes, emoção, razão e cérebro humano' e o ‘Sentimento de Si’, que foi eleito como um dos dez livros do ano em 2001 pelo New York Times.

O trabalho de Damásio se encontra nas áreas da neurobiologia e na investigação acerca do cérebro humano e as áreas responsáveis pela tomada de decisão e conduta. É fascinante perceber o que ele percebeu, que lesões no córtex pré-frontal, apesar de deixarem os indivíduos intelectualmente intactos, causavam mudanças e limitações sobre o comportamento social.

Além disso, o neurocientista português foi vencedor de diversos prêmios como o Prêmio Honda, Prêmio Richard Wollheim, Prêmio Reenpää, Prêmio Neuroplasticidade, Prêmio vida e obra de autor nacional e entre tantos outros.

É essencial dimensionar o tamanho do reconhecimento que este cientista alcançou, pois seu trabalho na área da ciência cognitiva tem sido fundamental para o melhor entendimento da memória e da linguagem.

Atualmente, Antônio Damásio dirige o Brain and Creativity Institute, ao lado de sua esposa Hanna Damásio na Universidade do Sul da Califórnia, nos Estados Unidos. O cientista renomado continua dando contribuições para o entendimento dos sentimentos e emoções a nível cerebral.

O seu trabalho sobre o papel do afeto na tomada de decisões, por exemplo, impactou a neurociência, psicologia e filosofia. É válido ressaltar que quanto mais a ciência avança, mais Antônio intensifica os estudos por crer que as recentes descobertas da neurobiologia, da psicologia e da inteligência artificial nos dão as ferramentas necessárias para solucionar os mistérios do cérebro humano.


Prof. Dr. Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues é PhD em Neurociências, Mestre em Psicanálise, Doutor e Mestre em Ciências da Saúde nas áreas de Psicologia e Neurociências com formações também em neuropsicologia, licenciatura em biologia e em história, tecnólogo em antropologia, pós graduado em Programação Neurolinguística, Neuroplasticidade, Inteligência Artificial, Neurociência aplicada à Aprendizagem, Psicologia Existencial Humanista e Fenomenológica, MBA, autorrealização, propósito e sentido, Filosofia, Jornalismo, Programação em Python e formação profissional em Nutrição Clínica. Atualmente, é diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito; Membro ativo da Redilat - La Red de Investigadores Latinoamericanos; Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, diretor da MF Press Global, membro da Sociedade Brasileira de Neurociências e da Society for Neuroscience, maior sociedade de neurociências do mundo, nos Estados Unidos. Membro da Mensa International, Intertel e Triple Nine Society (TNS), associação e sociedades de pessoas de alto QI, esta última TNS, a mais restrita do mundo; especialista em estudos sobre comportamento humano e inteligência com mais de 100 estudos publicados.