Galeria Brasil Império

Dom Pedro II: Maníaco por fotografia

Fascinado pela então novidade, o imperador montou um dos primeiros e mais ricos acervos de imagens do mundo e de si mesmo - veja aqui

segunda 29 outubro, 2018
Nas pirâmides
Nas pirâmides Foto:Domínio público

Que presidente brasileiro gosta de viajar, todo mundo já sabe. Pouca gente sabe, porém, que essa tradição começou antes mesmo da República, com o imperador dom Pedro II. Além de várias voltas pelo Brasil, dom Pedro fez três grandes viagens pelo mundo entre 1871 e 1888, a menor delas com dez meses de duração. Visitou dos Estados Unidos ao Oriente Médio, passando antes por toda a Europa.

No total, foram três anos e sete meses inteiros de recepções de reis, czares, sultões e autoridades. Mas o que mais o atraía eram as novas tecnologias do século 19. Ele chegou a bater papo com o inventor da lâmpada, Thomas Edison, e Grahan Bell, o criador do telefone, e era um dos maiores fãs mundiais da grande moda do fim do século: a fotografia.

Quando não levava fotógrafos na comitiva, dom Pedro posava, ao lado da imperatriz Thereza Christina, para fotógrafos dos estúdios já instalados nos primeiros pontos turísticos do mundo: Egito, Jerusalém e Pompeia. Também comprava cada imagem oferecida pelos primeiros fotógrafos.

Notícias Relacionadas

Quando morreu, dom Pedro II deixou uma coleção de cerca de 30 mil imagens do Brasil e de todo o planeta. São amostras raras de monumentos e cidades antigas antes da industrialização e da influência do Ocidente.

Líbano

Reprodução

Ruínas das 54 colunas do templo de Júpiter, em Baalbeck, no Líbano. Ele foi construído pelos romanos no século 1, depredado por invasões árabes e mongóis, foi vistado por dom Pedro em 1876.


Egito 

Reprodução

Na cidade do Cairo visitada por dom Pedro, a mesquita e a madrasa (escola confessional) do sultão Hassan, construídas entre 1356 e 1363, são os monumentos principais. 

Reprodução

O imperador aproveitou para adquirir fotos dos núbios, moradores do sul do país.

Reprodução

Em 1871, a base da pirâmide de Gizé ainda não havia sido escavada pelos arqueólogos, mas dom Pedro II já estava lá. E registrou o momento na foto com a imperatriz e especialistas em monumentos e hieróglifos (é o primeiro sentado à esquerda).


Jerusalém

Reprodução

Em Jerusalém, dom Pedro não deixou de visitar os locais fundamentais na vida de Cristo, como a fortaleza Antônia sobre a Via Crucis.

Reprodução

No fundo da imagem, o esquecido Lago de Tiberíade que tem outro nome para os cristãos: Mar da Galileia. Foi ali que Jesus e o apóstolo Pedro teriam andado sobre as águas.


Pompeia

Reprodução

Ruínas arqueológicas, como as de Pompeia, na Itália, foram um dos primeiros pontos turísticos do século 19. Dom Pedro II não deixou de visitá-lo nos dez meses de viagem pela Europa em 1888, e pôde conferir moldes de gesso do espaço ocupado pelas vítimas soterradas pela lava. Também aproveitou para posar com a comitiva ao lado de cientistas, curiosos e autoridades italianas


Saiba mais

As Barbas do Imperador, de Lilia Schwarcz, 1998. 

Leandro Narloch


Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

Mais Lidas

  1. 1 Crianças que nasceram como resultado do horrível programa Há 82 anos, nazistas começavam seu repugnante programa de ...
  2. 2 Os quatro milênios da Babilônia
  3. 3 Uma tempestade chamada Pagu
  4. 4 Inquisição: A fé e fogo
  5. 5 Marginália: As alucinadas ilustrações dos livros medievais