Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Harry Potter

1ª edição de Harry Potter e a Pedra Filosofal será leiloada

A edição conta até mesmo com erros de digitação e autógrafo de J. K. Rowling

Éric Moreira, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 01/06/2022, às 15h26

Primeira edição de Harry Potter e a Pedra Filosofal e J. K. Rowling - Reprodução / Getty Images
Primeira edição de Harry Potter e a Pedra Filosofal e J. K. Rowling - Reprodução / Getty Images

Um exemplar do primeiro livro de uma das sagas literárias e cinematográficas mais famosas da história será leiloada: Harry Potter e a Pedra Filosofal, escrito por J. K. Rowling. A rara peça será leiloada em Londres, na Inglaterra, por um valor a partir de 200 mil libras — o equivalente a quase R$ 1,2 milhão.

A obra faz parte de uma remessa de 500 cópias de capa dura, impressas em 1997. "Algumas coisas parecem ter dado errado na produção dos livros", afirma Mark Wiltshire, especialista em livros impressos e co-curador da exposição A Arte da Literatura, da Christie's — empresa de arte que está leiloando o livro —, em entrevista à Reuters, segundo o G1.

Entre alguns problemas na produção do exemplar, Mark aponta o erro na digitação da palavra 'filosofal', na contra-capa, que está diagramada como 'filosfal'. "Em muitos aspectos, este livro é a manifestação física de uma memória mágica para tantas pessoas, e é isso que o torna tão desejável", apontou o especialista.

A história de Harry Potter se extende por sete livros, adaptados em oito filmes, em que acompanhamos um jovem bruxo se descobrindo num mundo mágico e enfrentando grandes perigos para salvá-lo. Nos cinemas, o protagonista que dá nome à série é interpretado por Daniel Radcliffe.

Cena do filme Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001)
Cena do filme Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001) / Reprodução/YouTube/Warner Movies On Demand

Transfobia

J. K. Rowling, autora da saga de livros do bruxo mais famoso do mundo, nos últimos anos tem sido foco de diversas polêmicas, em torno de postagens transfóbicas em suas redes sociais. Por isso, diversos internautas vêm comentando menos sobre outras obras da autora, a fim de diminuir seu alcance, como forma de boicote por conta da transfobia.