Notícias » Guerra da Coreia

109 esqueletos de combatentes mortos durante a Guerra da Coreia são levados para China

Episódio foi marcado por uma cerimônia que contou com membros dos dois países

Redação Publicado em 09/09/2021, às 16h41

Alguns dos restos mortais
Alguns dos restos mortais - Getty Images

Um capítulo melancólico que compreende a Guerra da Coreia (1950-1953) foi repercutido pela imprensa internacional no dia 3 de setembro. Isso porque a Coreia do Sul devolveu esqueletos de soldados da China que faleceram durante o conflito que marcou a História.

Os restos mortais antes de serem inseridos em caixões /Crédito: Getty Images

 

Diante da decisão, foi realizada a devolução de 109 combatentes do Exército Voluntário do Povo chinês (VPC).

Durante o ato, uma cerimônia de transferência ganhou vida no Aeroporto Internacional de Icheon, localizado em Seul e contou com a presença de representantes dos dois países, conforme divulgou o veículo CGTN.

Crédito: Getty Images

 

O ato

Uma dessas pessoas é Xing Haiming, que atualmente trabalha como embaixador da Coreia do Sul. Na cerimônia, ele foi responsável por colocar bandeiras da China em cima dos caixões antes da transferência de fato.

O ministério da defesa da Coreia do Sul informou que a descoberta dos restos mortais se deu entre 2019 e 2020. Durante as escavações também foram reveladas 1.226 relíquias. No entanto, a decisão de devolver os restos se deu anteriormente, especificamente no ano de 2014.  

Crédito: Getty Images

 

Os membros do VPC lutaram ao lado do Exército Popular da República Popular da Coreia durante o conflito. Durante a guerra, aproximadamente 200.000 deles morreram e foram enterrados na Península Coreana.  

Crédito: Getty Images

 

Para se ter ideia do total de restos mortais devolvidos, em 2014 um total de 437 esqueletos foram levados para Coreia do Sul. Nos anos seguintes, o total foi: 68 no ano de 2015, 36 no ano de 2016, 28 em 2017, 20 no ano de 2018, 10 em 2019 e 117 em 2020.

Crédito: Getty Images