Notícias » Brasil

12 milhões de brasileiros estão com dose de reforço atrasada

Os dados são parte de um levantamento realizado pela Fiocruz sobre vacinas contra covid-19

Redação Publicado em 23/12/2021, às 08h27

Pessoa recebe imunizante contra a Covid-19
Pessoa recebe imunizante contra a Covid-19 - Getty Images

Mesmo após o anúncio de que pessoas que tomaram a segunda dose da vacina contra covid-19 há pelos menos quatro meses poderiam receber a dose de reforço, muitos brasileiros ainda não compareceram aos postos de vacinação.

Segundo um levantamento realizado pela Fiocruz, são quase 12 milhões de doses atrasadas, o que preocupa especialistas.

Como o sistema do Ministério da Saúde apresentou problema nos últimos dias, os pesquisadores tiveram de se basear nos dados disponíveis até o começo do mês. Portanto, os números podem não ser muito precisos, conforme informações do portal G1.

“É bastante provável que esse número seja maior do que o que a gente está registrando até o momento. Esse era o panorama do dia 7. De lá para cá, nós não sabemos", disse o pesquisador da Fiocruz, Manoel Barral.

"Eventualmente, pode até ter havido uma melhora e as pessoas terem comparecido mais, mas essa é uma situação complicada em plena pandemia, em pleno risco da chegada de uma variante agressiva como a ômicron, a gente estar nesse apagão de dados”, finalizou.

“Quando a gente pega sangue de pessoas que foram vacinadas, a inibição da ômicron é melhor se elas receberam três doses. O que está enchendo os hospitais na Europa e nos Estados Unidos são, fundamentalmente, pessoas que não foram vacinadas ou têm um esquema de vacinação incompleto", afirmou Esper Kallás, médico da Faculdade de Medicina da USP.