Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Uzbequistão

18 pessoas morrem em protesto contra o governo no Uzbequistão

Segundo autoridades, há ainda 243 pessoas feridas após o episódio ocorrido no Uzbequistão

Redação Publicado em 04/07/2022, às 10h26 - Atualizado às 10h27

O presidente do país, Shavkat Mirziyoyev - Getty Images
O presidente do país, Shavkat Mirziyoyev - Getty Images

Conforme declaração dada pelo Ministério Público do Uzbequistão nesta segunda-feira, 4, 18 pessoas morreram durante uma manifestação contrária ao governo do país no fim de semana. Entre as vítimas estão manifestantes e policiais.

"Dezoito pessoas morreram devido aos ferimentos sofridos durante os grandes distúrbios em Nukus", disse o representante do MP, Abror Mamatov, segundo a agência Ria Novosti. Localizado na Ásia Central, o país que é uma ex-república soviética não permite manifestações.

A Guarda Nacional do Uzbequistão relatou que 243 indivíduos ficaram feridos durante os protestos de sexta e sábado, de acordo com informações da AFP.

Protestos

As manifestações se deram em repúdio a um projeto de reforma constitucional que reduz a autonomia da região de Karakalpakstan, no noroeste do país. Com os protestos, o governo decretou estado de emergência no último dia 2, medida que deverá valer até o dia 2 de agosto.

Além disso, o presidente Shavkat Mirziyoyev ainda acusou os organizadores das manifestações de "se esconderem por trás de slogans políticos" para tentar "tomar o controle dos prédios oficiais do governo local" e apreender armas.