Notícias » Equador

185 tartarugas são encontradas em mala no aeroporto das Ilhas Galápagos

"A idade das tartarugas não supera três meses de vida”, afirma comunicado que informou que “as espécies estavam envolvidas em plásticos”

Fabio Previdelli Publicado em 29/03/2021, às 11h55

Tartarugas sendo retiradas da mala
Tartarugas sendo retiradas da mala - Divulgação/Twitter/Ambiente_Ec

Segundo o Ministério do Meio Ambiente do Equador anunciou no Twitter, uma mala com 185 exemplares de tartarugas foi encontrada por membros do Parque Nacional de Galápagos (PNG) e por representantes do aeroporto local. De acordo com a AFP, 10 tartarugas estavam mortas dentro da mala.  

O ministério informou que a descoberta ocorreu “durante uma inspeção de rotina do @aerogalapagos e do @parquegalapagos”. Agora, a polícia e a promotoria locais prometem investigar o caso. 

Localizada a 1.000 quilômetros da costa do Equador, as Ilhas Galápagos possuem uma fauna e flora únicas no mundo. Segundo a AFP, o local já serviu de laboratório natural para o naturalista britânico Charles Darwin desenvolver sua aclamada teoria sobre a evolução das espécies. A região ganhou esse nome devido as gigantescas tartarugas que vivem por lá. 

"A idade das tartarugas não supera três meses de vida e sua carapaça é extremamente jovem para determinar a ilha de onde foram retiradas", declarou o Aeroporto Ecológico de Galápagos em um comunicado. A nota ainda afirma que “as espécies estavam envolvidas em plástico e 10 não sobreviveram”. 

No Twitter, Marcelo Mata, ministro do Meio Ambiente, fez duras críticas a “esses crimes contra a fauna silvestre e o patrimônio natural dos equatorianos”. Além disso, afirmou que confia que o responsáveis “serão punidos com todo o rigor, conforme as normas vigentes” — o tráfico de animais silvestres pode acarretar em uma pena de um a três anos de prisão no Equador.