Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / França

20 mulheres acusam âncora da TV francesa de estupro e abusos

Patrick Poivre d'Arvor teria agredido sexualmente funcionárias de emissora entre 1987 e 2008

Wallacy Ferrari Publicado em 16/05/2022, às 12h48

Patrick Poivre d'Arvor durante evento - Getty Images
Patrick Poivre d'Arvor durante evento - Getty Images

O jornalista Patrick Poivre d’Arvor, 74, conhecido como uma das figuras mais famosas da televisão francesa, enfrenta acusações de agressão sexual mobilizadas por 20 mulheres, de idades entre 28 e 63 anos, com quem trabalhou entre os anos de 1987 e 2008, quando era funcionário da emissora TF1.

A história tornou-se pública após uma reportagem especial do portal Mediapart, que reuniu 16 mulheres que relataram os abusos, além de outras quatro que confirmaram, mas se mantiveram anônimas. Todos os casos apresentam semelhanças, ocorridos na sala de trabalho do âncora dentro das imediações do canal francês.

As denúncias

A denúncia partiu de Florence Porcel, também jornalista, que formalizou a primeira queixa em fevereiro de 2021, relatando que foi vítima do comunicador entre 2004 e 2009. Apesar da solicitação, a ausência de provas e o prazo de prescrição resultou no arquivamento do caso após quatro meses, mas a repercussão midiática foi suficiente para o aparecimento de outras 22 mulheres, que procuraram a polícia.

Contudo, apenas três casos seguem sendo investigados, como informou o portal MediaTalks. Os restantes já ultrapassaram o prazo legal de acionamento juridico, mas ainda impactam na imagem do comunicador, que já foi afastado da apresentação de documentários na emissora onde atualmente trabalha, France Télévisions.