Notícias » Entretenimento

2069 imaginado em 2019: Rodovias aquáticas, férias no espaço, esportes aéreos e mais

Seis dos principais acadêmicos e futuristas da Grã-Bretanha indicam mudanças na rotina, férias, trabalho e até mesmo na alimentação de rua no futuro

Fabio Previdelli Publicado em 30/08/2019, às 11h38

None
Crédito: Reprodução

A tecnologia avança a cada dia e a única incerteza que ela traz é o limite que alcançará com o passar dos anos. Por mais que estejamos cada vez mais acostumadas com ela, se torna praticamente impossível descrever com exatidão o que o ser humano será capaz de criar nos próximos 50 anos.

Talvez seja assim que muitas pessoas que nasceram após 1970 se sintam com toda essa revolução tecnológica. De lá pra cá surgiram os telefones móveis, as televisões mais fininhas e até mesmo a internet chegou por aqui.

Mas como será a vida nos próximos 50 anos? Foi essa pergunta que seis dos principais futuristas e acadêmicos da Grã-Bretanha tentaram responder em relatório elaborado pela Samsung – o Samsung KX50: The Future in Focus.

Confira as ideias mais bizarras sugeridas pelo grupo:

Rodovias aquáticas

Um sistema de transportes subaquático será instalado. Por meio de bolsões e tubos subsônicos selados, a conexão entre países próximos será mais rápida e segura. O trajeto do Reino Unido e países próximos até a Escandinávia seria feito em até uma hora, por exemplo.

Rodovias aquáticas / Crédito: Reprodução


Táxi e ônibus aéreos

Essa notícia é ótima pra quem passa horas no trânsito e se irrita com aquela pessoa que insiste em ficar parada do lado esquerdo da escada rolante. Segundo os futuristas, existirão ônibus e taxis aéreos que te levarão por cima do tráfego. O veículo seria um helicóptero de alta potência em formato de drone que voaria sob rios e cursos d’água para uma rota mais curta pelo céu.

Viagens de foguetes no espaço

Para os trajetos mais distantes, a maioria das viagens internacionais envolverá foguetes reutilizáveis, que entrariam no espaço próximo à atmosfera superior e viajaria perto dos 32 mil quilômetros por hora. Ele seria capaz de transportar alguém de Londres a Nova York em 30 minutos.

Esportes aéreos

Não fique decepcionado se sua carta para Hogwarts nunca tenha chego. No futuro termos um esporte parecido com o quadribol. Imagina a atmosfera de um estádio enorme com multidões aplaudindo os jogadores que montam em hoverboards e tentam fazer gols em uma trave parecida com as dos jogos de futebol americano.

Como seria o novo esporte em 2069 / Crédito: Reprodução

 

Companheiros e cuidadores virtuais

Muitos devem lembrar-se dos famosos tamagotchis, ou mais popularmente conhecidos como bichinhos virtuais. Pois bem, essa ideia traria uma mudança de papeis. No futuro teremos a opção de um companheiro digital que conheça toda nossa saúde ao longo da vida. Através de sensores que monitoram nosso estado físico de saúde, eles nos incentivariam a fazermos escolhas mais saudáveis. Que tal trocar esse refrigerante por um suco natural?

Arranha-céu terrestre

Devido à falta de espaço aéreo e muito mais seguro contra o risco de desabamentos, os edifícios ficariam no subsolo com rochas absorvendo o calor do sol para manter a cidade fresca no verão e as liberando no inverno como aquecedores gigantes.

Exemplo do arranha-céu terrestre / Crédito: Reprodução

 

Impressão de órgãos vitais em 3D

Segundo os futuristas, até 2069 uma máquina será capaz de fornecer substituições instantâneas para pessoas que precisam de transplantes de órgãos. Só que tem um pequeno detalhe, esses órgãos poderiam exceder a qualidade daquele com qual nascemos, como olhos com uma melhor visão noturna ou corações pulmões que melhorariam o desempenho de um atleta.

Férias no espaço

Cansado de sempre visitar os mesmo lugares, que tal conhecer a Terra como um todo. Em breve faremos as malas e seguiremos para hotéis espaciais de luxo, orbitando a Lua e outros planetas, gerando sua própria gravidade.

Hotel espacial / Crédito: Reprodução

 

Mudança nos restaurantes de rua

Você deve estar se perguntando qual mudança pode acontecer no nosso querido podrão. Bom, num futuro próximo os insetos serão uma de nossas principais fontes de proteínas alimentares. Com isso os fast-food passariam a vender hambúrgueres de insetos e teriam sua própria bancada para cultivo dos insetos. Vai ai um churrasquinho grego com vermes gordurosos?