Notícias » Bósnia e Herzegovina

26 anos depois, vítimas do genocídio de Srebrenica são reveladas em vala

O genocídio de Srebrenica, na Bósnia e Herzegovina, se deu em julho de 1995

Redação Publicado em 09/12/2021, às 10h29

Vítimas de Srebrenica foram identificadas
Vítimas de Srebrenica foram identificadas - Divulgação / Twitter / @ThelCMP

Corpos de vítimas do genocídio de Srebrenica, ocorrido há mais de duas décadas, foram encontrados em uma vala comum, em uma região próxima à cidade de Kalinovik, no sul da Bósnia e Herzegovina. A descoberta foi comunicada na última quarta-feira, 8, pela Comissão Internacional de Pessoas Desaparecidas (ICMP).

"De todas as covas do genocídio [...] encontradas até agora", a nova descoberta, que se deu a 200 km de Srebrenica, é "a mais distante até agora", declarou Matthew Holliday, quem lidera o programa dos Bálcãs ocidentais da ICMP.

De acordo com informações da AFP, o programa auxilia autoridades da Bósnia e Herzegovina a identificar os corpos das vítimas do massacre ocorrido em julho de 1995.

Segundo a fonte, as informações genéticas obtidas a partir dos corpos foram comparadas com amostras de referência pertencentes aos familiares de desaparecidos.

A partir dessas análises, foi possível estabelecer dez concordâncias de DNA em diferentes pessoas. O próximo passo, é determinar quais foram as causas e a forma como ocorreram as mortes.

"As vítimas do massacre de Srebrenica, no qual 8.000 homens e adolescentes bósnios [muçulmanos] foram assassinados pelas forças sérvias da Bósnia, foram encontradas em mais de 90 valas comuns", declarou à AFP o porta-voz do Memorial de Srebrenica, Almasa Salihovic, no mês de junho.

"Cada vez fica mais difícil encontrar essas valas comuns. Continuamos buscando milhares de pessoas", acrescentou.