Notícias » Brasil

26 deputados da Alesp apoiam cassação de Arthur do Val

O Conselho de Ética da Alesp recebeu 12 pedidos de cassação individuais e coletivos após declarações sexistas

Redação Publicado em 08/03/2022, às 10h18

O político Arthur do Val
O político Arthur do Val - Wikimedia Commons / Michel Jesus / Câmara dos Deputados

Na última segunda-feira, 7, o Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) recebeu doze pedidos de cassação do mandato de Arthur do Val (Podemos), depois que o deputado teve áudios com declarações sexistas vazados.

Nove dos documentos foram assinados individualmente, enquanto os demais pedidos foram formalizados de maneira coletiva. No total, 26 parlamentares pertencentes a partidos adversários, tanto de esquerda quanto de direita, se manifestaram a favor da cassação, conforme informações da CNN.

A presidente do Conselho de Ética Maria Lúcia Amary (PSDB) confirmou, em declaração à emissora, que enviou ontem, 7, uma cópia dos pedidos foi enviada ao gabinete dos dez membros do conselho. Uma outra cópia foi encaminhada diretamente para Arthur do Val, que terá cinco sessões para apresentar sua defesa.

De acordo com a fonte, Amary manifestou seu apoio às mulheres ucranianas após as declarações do deputado. “Acho que basta uma mulher ter uma dor e todas temos que sentir o que está passando com ela”, disse ela.

A CNN explicou que, após a apresentação da defesa, a presidente deverá indicar o relator, quem poderá optar pelo arquivamento ou pela aplicação de penalidades. Entre as possibilidades de punição estão advertência, censura verbal ou escrita, além de perda temporária ou definitiva de mandato.