Notícias » Entretenimento

32 anos depois: Carta disponibilizada em leilão revela curiosa 'dívida' do astro Paul McCartney

Site disponibilizou o documento, que já conta com previsões iniciais

Redação Publicado em 30/03/2021, às 10h52

Montagem de Paul McCartney ao lado da carta
Montagem de Paul McCartney ao lado da carta - Getty Images / Tracks

Os fãs dos eternos Beatles se depararam uma novidade intrigante na última segunda-feira, 29. Isso porque uma correspondência elaborada pelo astro Paul McCartney foi a leilão recentemente. O evento busca ofertas que beiram 6.000 euros (aproximadamente 47 mil reais).

Contudo, o que realmente instiga quem se depara com o documento é o conteúdo: trata-se de uma ‘dívida’ gerada por um cobertor. As informações são do site NME e foram repercutidas pela Rolling Stone Brasil.

Na carta, que data setembro de 1989, o músico responde Irene Brierley, dona de uma fazenda localizada em Harlech, no País de Gales, a respeito do empréstimo de um cobertor.

Mas como isso aconteceu?

Bom, em 1958 e 1959, o astro Paul McCartney, ao lado do colega de banda George Harrison, visitou a propriedade de Irene durante o período que compreende férias.

Mantendo uma amizade com John, que é filho de Hariech, os artistas passaram a matar o tempo com sinuca e até mesmo apreciando clássicos do Rei do Rock, Elvis Presley, segundo John em entrevista ao Tracks, que preserva memórias da banda e itens, incluindo a curiosa carta.

A resposta do astro

Contudo, o que realmente resultou na icônica carta aconteceu no verão de 1959. Isso porque enquanto deixavam o local, os artistas acabaram levando um dos cobertores dos familiares de John. E foi assim que Paul acabou recebendo uma carta diretamente enviada por Irene, que cobrava a devolução.

A carta /Crédito - Divulgação/Tracks

 

"Cara Sra. Brierley. Sua carta chegou até mim, eventualmente, e lamento saber sobre minha 'dívida'! Lembro-me bem do tempo em Harlech e espero que o cheque anexo resolva nossas diferenças de dinheiro," respondeu McCartney. "Desculpe o garrancho, porque tento escrever isso em um trem expresso saltitante! Lamento muito saber do seu marido - ele era um homem muito bom. Por favor, dê meus sentimentos aos seus meninos. Atenciosamente, Paul McCartney”.