Notícias » Família Real Britânica

40 anos depois: Pedaço do bolo de casamento de Charles e Diana será leiloado

No ano da cerimônia, em 1981, uma funcionária do palácio guardou a fatia, que agora pode ser comprada por até R$ 2 mil

Penélope Coelho Publicado em 30/07/2021, às 08h56

Fatia do bolo que será leiloada
Fatia do bolo que será leiloada - Divulgação/Dominic Winter

De acordo com informações publicadas na última quinta-feira, 29, pelo portal de notícias G1, a casa de leilões Dominic Winter Auctioneers revelou que um pedaço do bolo de casamento do príncipe Charles e Lady Di, será leiloado. A venda acontece 40 anos depois do evento que marcou a história da monarquia britânica, em 29 de julho de 1981.

Segundo revelado na publicação, na época do casamento, a fatia em questão foi dada para uma antiga funcionária do palácio oficial da rainhaElizabeth II. A mulher — que se chamava Moyra Smith — manteve o pedaço dentro de uma lata.

Anos depois, em 2008, sua família resolveu vender a relíquia para um colecionador. Em 2021, o sujeito decidiu leiloar a fatia, segundo o dono, o alimento também vem acompanhado de um cartão de casamento com a seguinte mensagem: “Com os melhores cumprimentos de Suas Altezas Reais, o Príncipe e a Princesa de Gales”.

De acordo com a casa de leilão responsável, o bolo está envolto em um filme plástico e não é recomendado que o alimento seja ingerido. A Dominic Winter Auctioneers informou que a relíquia está avaliada entre 200 e 300 libras, preço que varia entre R$ 1,4 mil e R$ 2 mil, na cotação atual da moeda.


Sobre Diana

O almejo da família real britânica pelo trono máximo se tornou uma disputa de séculos na monarquia — sendo palco de inúmeras polêmicas. Na segunda metade do século 20, no entanto, uma figurinha de fora da família foi integrada para entrar na história do Reino Unido.

Diana se casou com o príncipe Charles, filho da rainha Elizabeth II, captando as atenções para um dos relacionamentos mais populares do mundo.

No entanto, no dia 31 de agosto de 1997, um acidente fatal chocava a todos. Entre suas vítimas, estava uma das mulheres mais adoradas do mundo: Diana Spencer, a Princesa de Gales. 

A morte da princesa foi tema de debate e teorias da conspiração por muitos anos, enquanto alguns acreditavam que a família de Elizabeth II estava por trás do trágico acidente, outros se questionavam se a filantropa deveria receber um funeral real, visto que ela já não era mais parte da monarquia britânica.