Notícias » Brasil

46 pessoas recebem vacina contra Covid-19 por engano, no interior de São Paulo

Entre os envolvidos estão crianças e uma grávida, que deveriam ter recebido a vacina da gripe

Penélope Coelho Publicado em 16/04/2021, às 09h19

Imagem meramente ilustrativa de vacinas
Imagem meramente ilustrativa de vacinas - Divulgação/Pixabay

De acordo com informações publicadas na noite da última quinta-feira, 15, pelo portal de notícias G1, 46 pessoas receberam erroneamente a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, em um posto de vacinação localizado na cidade de Itirapina, interior de São Paulo.

Segundo detalhado na publicação, entre as pessoas que receberam a vacina contra a Covid-19 nessa confusão estão 28 crianças e uma grávida. Sabe-se que os grupos citados ainda não foram testados para o entendimento sobre a reação do corpo ao receber tal vacina.

Além disso, 18 adultos também receberam doses da Coronavac por engano na cidade. De acordo com a publicação, as pessoas em questão esperavam receber a vacina contra a gripe. Mas, a técnica de enfermagem responsável pela aplicação confundiu os frascos.

Segundo uma reportagem publicada pelo UOL, a Secretaria de Saúde da cidade de Itirapina já informou os cidadãos que foram vacinados em decorrência desse erro. Agora, uma equipe médica está disponível para acompanhá-los durante duas semanas. De acordo com a prefeitura, até o momento, ninguém apresentou sintomas e anormalidades.

"A luz da experiência com outras vacinas feitas com vírus inativado é possível que as crianças e gestantes acidentalmente vacinadas com a Coronavac não tenham efeitos adversos importantes, mas não há estudos clínicos suficientes para dar essa certeza. É adequado manter essas pessoas sob monitoramento ao longo de algumas semanas ou meses para verificar alguma ocorrência que possa ser relacionada à vacina", informou o infectologista Bernardino Souto, em entrevista ao G1.