Notícias » Europa

50 anos depois, passeata relembra vítimas do 'Domingo Sangrento', na Irlanda

Há meio século, 13 manifestantes da Irlanda do Norte morreriam devido ação de soldados

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 31/01/2022, às 16h56

Registro da passeata
Registro da passeata - Getty Images

As treze vítimas da ação de soldados do Reino Unido que ficou conhecida como ‘Domingo Sangrento’ foram lembradas em uma passeata na Irlanda do Norte, que aconteceu no último domingo, 30, 50 anos depois do ocorrido. 

Um dos episódios mais sombrios da história recente do Reino Unido, o ‘Domingo Sangrento’ foi definido por Michael McKinney, irmão de um dos assassinados durante uma manifestação pacífica por direitos civis em Derry, na Irlanda do Norte, como “um massacre em nossas ruas."

Registro do episódio /Crédito: Getty Images

Centenas de pessoas levaram para a passeata do último domingo, 30, fotos das vítimas do episódio violento e rosas brancas. O ato também passou por um monumento que presta homenagem aos falecidos no ocorrido. As informações são da AFP.

Ao falar do ‘Domingo Sangrento’ para a imprensa, o primeiro-ministro e o primeiro a líder da República da Irlanda a participar da cerimônia anual, Micheal Martin disse: "O processo completo e a justiça dos tribunais devem ser implementados."

Fotografia da passeata /Crédito: Getty Images