Notícias » Ciência

80% das pessoas no mundo confia na ciência, diz pesquisa

Novo estudo do Gallup World Poll revelou que a crença da população mundial nos cientistas aumentou durante a pandemia

Pamela Malva Publicado em 30/11/2021, às 20h00

Imagem meramente ilustrativa de pessoa sendo vacinada
Imagem meramente ilustrativa de pessoa sendo vacinada - Divulgação/ Pexels/ FRANK MERIÑO

Na última segunda-feira, 29, o Gallup World Poll publicou os resultados da pesquisa 'Wellcome Global Monitor 2020: Covid-19'. Segundo a Revista Galileu, o estudo revelou que, no mundo todo, 80% das pessoas têm “muita” ou “alguma” confiança na ciência.

De forma curiosa, considerando o contexto da pandemia do coronavírus, os dados são bem maiores, em 10 ou 9 pontos percentuais, do que os índices apontados pela mesma pesquisa em 2018. Em comunicado, a diretora de campanhas da Wellcome sugeriu o motivo desse aumento na confiança da população mundial.

Como a pandemia trouxe a ciência para a vida de mais pessoas, talvez não seja surpresa que a confiança delas na ciência e nos cientistas tenha subido tanto”, pontuou Lara Clements.

Nesse sentido, enquanto 78% dos entrevistados dizem acreditar em certo grau nos cientistas, que aparecem na pesquisa no mesmo patamar que médicos e enfermeiros, 41% acreditam muito na ciência e outros 43% têm grande confiança nos cientistas.

No total, mais de 119 mil pessoas de 113 diferentes países participaram do estudo, sendo que os dados foram coletados entre agosto de 2020 e fevereiro de 2021. Nesse sentido, enquanto 62% das respostas da Oceania dizem acreditar nos cientistas, apenas 19% dos entrevistados da África Subsaariana confiam nos especialistas.

Quando questionados sobre o posicionamento dos governos diante da pandemia, contudo, apenas 25% dos entrevistados acreditam que os líderes governamentais  valorizam muito a ciência como um todo. Tais índices, contudo, eram maiores em países onde a própria confiança no governo demonstrou ser mais alta.

No Brasil, por exemplo, 43% das pessoas acreditam que os líderes têm “muita” ou “alguma” consideração pelos conhecimentos científicos, enquanto outros 54% optaram pelas respostas “não muita” ou “de forma alguma” nessa questão. Na América Latina, por outro lado, apenas 15% acreditam que os governos confiam nos cientistas.