Notícias » Canadá

93 “potenciais” túmulos são encontrados em escola indígena no Canadá

Descoberta foi feita meses depois da identificação dos restos mortais de 215 crianças indígenas

Fabio Previdelli Publicado em 26/01/2022, às 11h57

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Pixabay

Em maio de 2021, a equipe do Aventuras na História noticiou a descoberta dos cadáveres de 215 crianças que foram encontradas na Escola Residencial Kamloops Indian, em British Columbia, no Canadá. 

Segundo repercutido na época, o local servia como uma instituição que tinha a intenção de integrar os indígenas à sociedade colonizadora, o que gerou um questionamento sobre o papel do Império Britânico — que comandou o país por mais de 200 anos — na morte dos inocentes. Relembre o caso aqui!

Cerca de oito meses depois, 93 “potenciais” túmulos foram identificados em uma antiga escola residencial. Segundo divulgado pela comunidade Williams Lake First Nation (WLFN) na última terça-feira, 25, uma pesquisa geofísica apontou “93 reflexos” com características “indicativas de potenciais enterros humanos”.

O local de descanso dessas vítimas seria a antiga escola residencial St. Joseph 's Mission, também em British Columbia, só que em uma distância de cerca de 300 quilômetros de Kamloops, onde os 215 restos foram achados anteriormente.

Para chegar ao resultado, os pesquisadores “examinaram aproximadamente 14 hectares dos 480 hectares do local”. De acordo com a AFP, desde maio do ano passado, mais de mil sepulturas anônimas foram localizadas perto de “escolas residenciais para indígenas”.