Notícias » Entretenimento

A briga de Clodovil com Cacá Rosset na TV: 'Você é um sujeito desequilibrado'

Em 2005, o estilista protagonizou uma cena bizarra na TV brasileira, com o dramaturgo se retirando do palco para prosseguir a atração

Wallacy Ferrari Publicado em 14/04/2021, às 15h51

Clodovil e Cacá Rosset discutem em palco
Clodovil e Cacá Rosset discutem em palco - Divulgação / RecordTV

O início de 2005 foi um ano conturbado para o designer de moda Clodovil Hernandes; ainda em janeiro daquele ano, o apresentador foi demitido da RedeTV!, onde apresentava o programa "A Casa É Sua".

O humorístico Pânico na TV era rechaçado pelas imitações estereotipadas, chegando a caçá-lo para calçar as "sandálias da humildade" — além de problemas anteriores com Luciana Gimenez, apresentadora do Superpop, quando chamou ela de mulher "do rompe e rasga" e que não estava "nem aí" ao comentar sua gravidez de Mick Jagger, no Domingão do Faustão em 1999. Na época, tratavam-se dos dois programas de maior sucesso da emissora.

De acordo com a Folha de S. Paulo, o estopim ocorreu com a apresentadora do programa veterinário Late Show; Luisa Mell fazia parte do elenco da RedeTV! e, em especial, era namorada do presidente da emissora, Amilcare Dalevo Jr. Clodovil não poupou os comentários, a chamando de “Rita Cadillac do futuro”. Foi o suficiente para a conturbada demissão — e para iniciar o assédio midiático em torno do estilista em busca de esclarecimentos.

Wellington Muniz, humorista do Pânico, irrita Clodovil com caracterização / Créditos: Divulgação / RedeTV!

 

Clô x Cacá

Irritado com a emissora anterior, decidiu matar dois coelhos em uma cajadada só; aceitou o convite de Tom Cavalcante para participar de uma sabatina no Show do Tom, na RecordTV, e de brinde, aceitaria calçar as “sandálias da humildade”, que angariava a audiência do Pânico há semanas.

Contudo, elas seriam calçadas no palco do Tom, sem a presença dos humoristas do Pânico, deslocando toda a audiência para a emissora rival e derrubando a pauta. A brincadeira foi consumada na tarde de 19 de janeiro daquele ano, como apontou a Folha Ilustrada — porém, outro espetáculo chamou ainda mais atenção da atração.

Entre os convidados da sabatina, estava o dramaturgo Cacá Rosset, que na época fazia parte do time de comentaristas de futebol no programa Terceiro Tempo. Com a postura provocativa, Clodovil brincou diversas vezes com Cacá — e foi retrucado após uma pergunta da jornalista Gabriela Dobner.

Questionado sobre sua possível mudança para a Record, o entrevistado enalteceu que, se fosse, iria “arrasar” com Rosset toda vez que o encontrasse nas imediações.

Rosset cansou das provocações, respondendo que Hernandes não sabia ter controle sobre suas palavras: “Não vai não, você é um homem gentil. É que você é desequilibrado; você não se aguenta e você detona. Aliás, você já fez psicanálise? Porque você é um cara que tem um sentimento autodestrutivo, você serra o próprio galho, cava a própria sepultura”. Foi suficiente para instaurar um embate no palco.

Desenrolando o fio

Clô retrucou dizendo que o tom do dramaturgo era “cafajeste” e perguntou se ele “não tinha uma roupinha melhor”. Rosset respondeu afirmando que já viu ele criticando e saindo brigado de todas as emissoras que passou: “Já vi você falar mal da Record, da Sonia Abrão, do Johnny Saad [presidente da Band], de Deus e o mundo. Hoje é a primeira vez que você fala mal de mim, tudo bem, entrei na hall das centenas de milhares de pessoas”, disse o diretor.

Incomodado, o estilista afirmou que não devia nada à Cacá e ofereceu a cadeira para ser sabatinado em seu lugar: “Você precisa dessa cadeira? Eu dou ela pra você, mas você não tem trabalho para contar”. Formalmente, o citado se levantou e se retirou do estúdio, o que foi reconhecido como um “favor” pelo entrevistado.

Em 2015, Rosset explicou como tal fator ocorreu em entrevista ao The Noite com Danilo Gentili: "Aquele dia ele estava com a pá virada, e ele começou a me agredir e em certo momento me ofereceu o lugar. Ele me colocou em uma situação de que eu queria tomar conta do programa”.

Apesar da desavença pública, ele esclareceu que se reencontraram e resolveram a intriga: “Eu me encontrei com ele em uma livraria e, sim [fizemos as pazes], eu sempre me dei muito bem com ele”.


+Saiba mais sobre o tema através de grandes obras disponíveis na Amazon:

Biografia da televisão brasileira, de Flávio Ricco e José Armando Vannucci (2017) - https://amzn.to/2I33IoX

101 atrações de TV que sintonizaram o Brasil, de Patrícia Kogut (Ebook) - https://amzn.to/2T6sZF0

Almanaque da telenovela brasileira, de Rodolfo Rodrigues (Ebook) -https://amzn.to/2TrzzFn

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W