Black Friday Amazon 2021
Notícias » Brasil

A carta deixada pelo pastor que disse que ressuscitaria: ‘No 3º dia às 23:30 eu ressuscitarei’

Em 2008, Huber Carlos Rodrigues escreveu que passaria pela experiência; viúva não permitiu que corpo fosse enterrado até o prazo

Redação Publicado em 26/10/2021, às 15h06

Carta escrita pelo pastor em 2008
Carta escrita pelo pastor em 2008 - Divulgação/TV Anhanguera

O caso de um pastor que escreveu uma carta em que afirmava que ressuscitaria após o terceiro dia está chamando a atenção de todo o Brasil. O corpo de Huber Carlos Rodrigues foi enterrado na madrugada de hoje, 26, em Goiatuba, sul de Goiás, após o fim do prazo estipulado.

A família do pastor, em especial a viúva dele, não permitiram que ele fosse enterrado logo após sua morte, causada por complicações cardiorrespiratórias. Uma funerária aguardava a decisão dos familiares desde a última sexta-feira, 22, enquanto o corpo ficava armazenado em um local refrigerado.

O pastor Huber Carlos Rodrigues / Crédito: Divulgação/g1

 

O documento foi escrito por Huber em 2008 e foi assinado por duas testemunhas. Nele, o religioso afirma ter recebido revelações do Espirito Santo e que ele deveria passar por um “mistério de Deus” ao morrer e ressuscitar após três dias, às 23h30.

“A minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois eu ficarei morto por 03 (três) dias, sendo que no 3º dia as 23:30 eu ressuscitarei. Meu corpo durante estes 03 dias não terá mal [mau] cheiro e nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado a minha carne e meu cérebro para passar por esta experiência”, diz o texto.
A carta /Crédito: Divulgação/TV Anhanguera

 

Após o fim do prazo de três dias estipulado pela declaração, a família decidiu enterrá-lo na madrugada da terça-feira, 26. O sepultamento foi acompanhado por centenas de pessoas na cidade, que foi registrado em vídeo pelos presentes, que cantavam em homenagem ao pastor, segundo o portal g1. 

Confira os trechos da carta.

"Conforme me foi revelado pelo Espírito Santo de Deus, eu terei atendimento médico no qual será constatada minha morte. Mesmo após confirmado o óbito, me revela Espírito Santo que será expressamente proibido aos médicos ou qualquer outra pessoa, tocar no meu cérebro ou no meu corpo físico, ou seja, não poderá ser tocado nos órgãos internos ou externos, não podendo, portanto, passar por autopsia, cirurgias ou qualquer tipo de medicação e muito menos a preparação do corpo pela funerária", relatou o religioso.

A minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois ficarei morto por 03 (três), sendo que no 3ª dia às 23:30, eu ressuscitarei. Meu corpo durante estes 03 (três) não terá mau cheiro e nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado minha carne e meu cérebro para passar por essa experiência", continuou ele. 

"Através dessa manifestação de Jesus Cristo, muitas pessoas passarão a ouvir a mensagem de Deus e crer nela. Eu não serei a luz, mas, testificarei a luz, a luz verdadeira que veio ao mundo e ilumina todas as pessoas. Por esse motivo eu declaro que quero que seja cumprido na íntegra tudo o que me foi revelado pelo Espírito Santo de Deus e tudo que está escrita nesta declaração", finaliza.