Notícias Segunda Guerra

Há 73 anos, Mussolini era executado e exposto publicamente

Imagens fortes. Enquanto tentava fugir para a Suíça, o ditador foi descoberto e teve um fim infame, pendurado em um posto de gasolina

domingo 29 abril, 2018
Corpos de Mussolini e Clara foram expostos ao público e perdurados de cabeça para baixo
Corpos de Mussolini e Clara foram expostos ao público e perdurados de cabeça para baixo Foto:Domínio Público

Desde 1943, com o avanço das tropas aliadas sobre a Itália, quando foi tirado do governo e preso pela liderança do partido fascista da Itália, Benito Mussolini tornou-se um fugitivo. Resgatado da prisão pelo exército nazista, ele se refugiou no norte do país, onde tentou resistir. Em 1945, no entanto, a situação ficou insustentável e ele resolveu deixar a Itália. Disfarçado, Mussolini deixou Milão e partiu em um comboio de soldados alemães, ao lado da companheira Clara Petacci, em direção à fronteira com a Suíça.

Mussolini e Clara fugiam para a Suíça quando foram capturados Reprodução

Mas não iria muito longe: o comboio foi interceptado e Mussolini e Clara foram descobertos e presos por membros da resistência italiana, em 27 de abril de 1945, próximo ao vilarejo de Dongo. "A 52ª Brigada Garibaldina me capturou hoje, sexta-feira, 27 de abril, na praça de Dongo. O tratamento durante e depois da captura foi correto. Mussolini", escreveu no último documento assinado por ele, um bilhete encontrado em maio de 2003.

Veja mais

Corpos foram levados até Milão e amontoados em uma pilha Domínio Público

Julgado sumariamente, Mussolini foi fuzilado ao lado de Clara e dos homens que os escoltavam no dia seguinte, no vilarejo de Giulino di Mezzegra. Na madurada do dia 29, seus corpos foram levados até Milão, onde permaneceram expostos ao público, amontoados em uma pilha, em um posto de gasolina da praça de Loreto. Uma multidão chutou, baleou, cuspiu e urinou nos corpos, que depois foram perdurados de cabeça para baixo em uma viga de metal.

Corpos de Mussolini e Clara pendurados em uma viga de metal Domínio Público

As circunstâncias da morte de Mussolini foram investigadas por um tribunal do júri de Pádua, em maio de 1957, mas o processo não chegou a uma conclusão. Até hoje, não se sabe quem de fato disparou os tiros. Entre os italianos, a versão "oficial" é de que Walter Audisio executou Mussolini, obedecendo uma ordem do Comando Geral da resistência. Alguns historiadores italianos acreditam que Michele Moretti, outro membro, teria dado os tiros. Outros, como Renzo De Felice, que escreveu a biografia de Mussolini, suspeitam de que a execução tenha sido tramada pelo serviço secreto britânico em conjunto com a resistência italiana.

Vitor Lima


Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

Mais Lidas

  1. 1 Crianças que nasceram como resultado do horrível programa Há 82 anos, nazistas começavam seu repugnante programa de ...
  2. 2 Os quatro milênios da Babilônia
  3. 3 Uma tempestade chamada Pagu
  4. 4 Inquisição: A fé e fogo
  5. 5 Marginália: As alucinadas ilustrações dos livros medievais