Notícias » Mundo

A saga dos milionários que querem pagar mais impostos

Saiba quem são e quais são as motivações dos chamados Milionários Patriotas

Redação Publicado em 23/01/2022, às 09h00

Na imagem, papeis de cobranças de imposto de renda
Na imagem, papeis de cobranças de imposto de renda - Getty Images

Um grupo de mais cem pessoas de diferentes países se reuniu para exigir dos governos o aumento dos impostos para os mais ricos. A iniciativa não chamaria tanto a atenção se aqueles que cobram a ampliação dessas taxas não fossem justamente os mesmos a pagá-las. Sim, os próprios milionários estão pedindo para pagar mais impostos!

Mas o que teria levado o grupo, do qual participam nomes como Abigail Disney, herdeira do grupo Disney, a atuar em prol da causa? A resposta está ligada ao atual contexto em que vivemos, a pandemia de Covid-19.

Injustiça

De acordo com a iniciativa, os mais ricos não estariam sendo obrigados a colaborar para a recuperação da economia global, a qual foi duramente afetada pela chegada do coronavírus.

"Enquanto milionários, sabemos que o sistema atual de impostos não é justo", afirmaram os Milionários Patriotas em uma carta aberta, conforme informações do portal BBC.

Além da herdeira de uma das maiores companhias do cinema mundial, também podemos destacarNick Hanauer, empresário estadunidense que foi um dos primeiros investidores da Amazon. 

A heideira do grupo Disney, Abigail Disney / Crédito: Getty Images

"A maioria de nós pode dizer que, enquanto o mundo passou por uma quantidade imensa de sofrimento nos últimos dois anos, nós vimos nossa riqueza aumentar durante a pandemia - mesmo assim, poucos de nós podem dizer honestamente que pagamos nossa parcela em impostos", declaram os milionários em uma carta apresentada ao Fórum Econômico Mundial.

Aumento da desigualdade

A ONG Oxfam afirmou durante o fórum, realizado de maneira remota, que a pandemia fez com que os mais ricos ficassem ainda mais ricos, ao mesmo tempo em que aumentou os índices de pobreza.

Em relatório, a organização não governamental declarou que a redução da renda dos menos favorecidos tem contribuído com 21 mil mortes todos os dias. Enquanto isso, os dez mais ricos do mundo tiveram suas fortunas dobradas desde março de 2020.

Em defesa de maiores taxas

De acordo com os Milionários Patriotas, uma análise da Fight Inequality Alliance em parceria com a Oxfam e o Institute for Policy Studies, revelou que um imposto anual de 2% sobre fortunas com valores superiores a US$ 5 milhões (R$ 27,3 milhões), de 3% para as maiores que US$ 50 milhões (R$ 273 milhões) e de 5% nos casos de bilionários, geraria US$ 2,52 trilhões (R$ 13,78 trilhões) por ano.

Ativistas em manifestação pelo aumento dos impostos para ricos, nos EUA / Crédito: Getty Images

Caso a medida seja aplicada no Reino Unido, onde 119 mil pessoas pagariam mais impostos, seriam geradas 43,71 bilhões de libras esterlinas, o equivalente a R$ 325,75 bilhões, ao longo do ano.

Esse dinheiro poderia ser uma alternativa frente ao plano que visa o aumento de impostos para financiar serviços sociais na Inglaterra, além de que poderia pagar os salários de 50 mil enfermeiros.

A nível global US$ 2,52 trilhões seria um valor suficiente para tirar 2,3 bilhões de pessoas da pobreza e também para produzir vacinas para todos.

"Para o bem estar de todos - tanto ricos quanto pobres - é hora de corrigirmos os erros de um mundo desigual. É hora de taxarmos os ricos", disse a empresária Gemma McGough, quem fundou o grupo Milionários Patriotas no Reino Unido.