Notícias » Família Real Britânica

A tristeza de Elizabeth II em relação aos filhos, segundo biografia

A monarca ficaria extremamente incomodada com decisões relacionadas aos seus filhos

Redação Publicado em 17/03/2022, às 14h32

A rainha Elizabeth II
A rainha Elizabeth II - Getty Images

Uma nova biografia sobre a vida da rainha Elizabeth II revelou o que seria sua maior tristeza. As especulações são de Robert Hardman em seu mais novo livro “Queen of Our Times: The Life of Queen Elizabeth (Rainha dos nossos tempos: A vida da rainha Elizabeth, em tradução livre).

Segundo o escritor, a monarca teria sofrido muito por ter de testemunhar o divórcio de três de seus quatro filhos, ficando extremamente incomodada com o fim dos primeiros casamentos dos príncipes Charles e Andrew e da princesa Anne.

“Apesar de extremamente estóica, como sempre, a rainha considera imensamente incômodas as conversas sobre divórcio”, escreveu Hardman. “Um membro do staff real diz que, volta e meia, afloravam suas aflições sobre o tema”.

Uma fonte teria relatado, conforme repercutiu o site da revista People, “Eu disse, ‘Senhora, está acontecendo em todos os lugares. É uma prática quase comum’. Mas ela respondeu: ‘Três de quatro!’, suspirando em tom de desabafo. Ninguém deveria subestimar o sofrimento dela”.

O príncipe Charles se divorciou da princesa Diana em 1996, depois de um casamento polêmico que durou 15 anos, e se casou com Camilla Parker Bowles, com quem permanece até hoje.

Também em 1996, o príncipe Andrew encerrou seu relacionamento com Sarah Ferguson. A princesa Anne se separou em 1992 de Mark Phillips e se uniu a Timothy Laurence ainda no mesmo ano. Somente o príncipe Edward continua com a sua primeira esposa, Sophie, Condessa de Wessex, desde 1999.