Notícias » África do Sul

Abelhas podem ter sido responsáveis pela morte de 63 pinguins ameaçados de extinção

O caso aconteceu na África do Sul e está sendo investigado

Penélope Coelho Publicado em 21/09/2021, às 07h58 - Atualizado às 09h04

Imagem ilustrativa de pinguins
Imagem ilustrativa de pinguins - Pixabay/lise-marietw

Uma investigação a respeito da morte de 63 pinguins africanos na África do Sul vem chamando a atenção nos últimos dias. Os óbitos preocupam especialistas, já que a espécie em questão está ameaçada de extinção. As informações são do UOL.

A possível causa das mortes é o que gera mais dúvidas na comunidade científica. Suspeita-se que os pinguins tenham sido atacados por um enxame de abelhas.

Segundo a SANParks (Parques Nacionais da África do Sul), as aves teriam morrido entre a tarde da última quinta-feira, 16, e a manhã da sexta-feira, 17. No local onde os pinguins foram encontrados sem vida, — uma colônia em Simonstown, perto da Cidade do Cabo — os especialistas também acharam várias abelhas mortas.

De acordo com a instituição responsável pela conservação dos parques do país, as aves também apresentavam sinais de picadas em seus corpos. Os estudiosos coletaram amostras para identificarem a causa das mortes e o caso segue em investigação.

O veterinário David Roberts, da Fundação de proteção aos pássaros da África do Sul (Southern African Foundation for Conservation of Coastal Birds), disse em entrevista à agência de notícias AFP que o ocorrido está sendo tratado como um caso raro que não deve se repetir com facilidade.