Notícias Arqueologia

Achado reforça relato bíblico sobre o Rei Davi

Importante construção é um indício forte de que existiu o reino unificado descrito na Bíblia, que muitos acadêmicos acreditavam ser mitológico

quinta 3 maio, 2018
A descoberta e o rei
A descoberta e o rei Foto:Montagem

Notícias Relacionadas

Existiu o reino de Davi e Salomão? Esta é uma das grandes polêmicas da Bíblia, algo em que a tradição religiosa parecia discordar do registro arqueológico. Na falta de menções dos outros povos e achados consistentes, pelos últimos 25 anos, a maioria dos arqueólogos vinha defendendo que os reinos bíblicos de Judá e Israel nunca foram unificados. Isto é, que não existiu o reino de Davi e Salomão. Não apenas isso, como também na épóca da união e dos reis fundadores relatados na Bíblia — o começo do século 10 a.C. — sequer havia uma civilização urbana ali, mas apenas tribos nômades. 

Uma descoberta agora divulgada torna mais plausível a teoria de que a Bíblia está certa e que existiu um reino urbano dos israelitas por essa época. Se descobertas recentes já indicavam uma vida urbana, faltava provar que o poder desses reinos iam além dos domínios da cidade — que era um reino, não cidade-estado, enfim. É o que os arqueólogos da Universidade Bar-Ilan (Tel Aviv) acabaram de encontrar. Uma grande construção de 225 m² em Tel 'Eton, sítio a cerca de 20 km da cidade de  Qiryat Gat, que, por sua vez, fica a quase 70 km de Jerusalém. 

Sky View e Griffin Aerial Imaging, editada por Yair Sapir

As fundações profundas no alto de um monte, a construção complexa e em materiais de alta qualidade vindos de longe, e as centenas de vasos de vinho, azeite e outros produtos, mais diversos vestígios não deixam dúvidas a importância que o edifício teve um dia, e que não poderia ter sido feito por nômades. O plano em quatro cômodos era específico do que foi achado entre israelitas de épocas posteriores, nunca tendo sido encontrado em construções dos povos vizinhos. E a datação de carbono é do século 11 a.C. ao começo do século 10 a.C., batendo em cheio com a cronologia do reino unificado na Bíblia. Também sabe-se que foi destruído num massivo incêndio no século 8, época das invasões assírias. 

Um grande palácio em estilo israelita, feito longe de Jerusalém, no sul (território do posterior Reino de Judá), torna bem plausível que um rei dominava aquilo tudo. "Se alguém acredita que não havia nennhum rei com o nome de Davi, devíamos achar outro nome para chamar o rei das terras altas [região de Jerusalém] da época em que esta região estava incorporada o reino", afirmam os arqueólogos Avi Faust e Yair Shapir .

Mas eles deixam uma importante ressalva: "a associação com Davi não é baseada em evidência arqueológica direta, mas somente em provas circunstanciais".Isto é, um reino parece ter existido na época em que a Bíblia fala em Davi. Mas o nome de seu rei não está confirmado.

 

 

Fábio Marton

Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

Mais Lidas

  1. 1 Crianças que nasceram como resultado do horrível programa Há 82 anos, nazistas começavam seu repugnante programa de ...
  2. 2 Os quatro milênios da Babilônia
  3. 3 Uma tempestade chamada Pagu
  4. 4 Inquisição: A fé e fogo
  5. 5 Marginália: As alucinadas ilustrações dos livros medievais