Notícias » Irã

Acidente de avião no Irã pode não ter sido causado por falha no motor?

Confira o que sabe e o que ainda precisa de uma resposta sobre o acidente que vitimou 176 pessoas no Irã

Fabio Previdelli Publicado em 08/01/2020, às 12h35

Acidente aéreo mata 176 pessoas no Irã
Acidente aéreo mata 176 pessoas no Irã - Getty Images

Na manhã desta quarta-feira, dia 8, um Boeing 737 caiu logo após a decolagem do aeroporto de Teerã, no Irã. Todos os 176 tripulantes morreram. Mas o que causou a queda do avião?

Confira o que sabe sobre o acidente e o que ainda precisa de uma resposta:

Falha no motor ou atentado?

O voo PS752 da Ukraine International Airlines decolou às 6h12 do horário local — com cerca de uma hora de atraso. Inicialmente, a embaixada da Ucrânia no Teerã publicou uma nota alegando que houve problemas técnicos no motor, descartando qualquer relação do acidente com os atentados que o país vem recebendo nos últimos dias.

Destroços do Boeing 737 que caiu no Irã / Crédito: Getty Images

 

Porém, uma nova nota publicada posteriormente afirma que os motivos ainda estão sendo esclarecidos e que “as declarações anteriores relativas às causas do acidente à decisão da referida comissão não são oficiais”.

O que sobrou do Boeing?

O avião era equipado com duas caixas pretas, que já foram encontradas, o que permitirá as autoridades iranianas coletarem mais informações sobre o caso. As caixas guardam informações sobre as conversas entre os pilotos e sobre os comandos dados.

Alguém testemunhou a queda do avião?

Até o momento, a única informação que se sabe é que o avião pegou fogo enquanto ainda estava no ar, em algum momento após a decolagem e antes da queda. Moradores relatam que viram uma bola de fogo no ar.

Qual era o trajeto do voo e onde a aeronave caiu?

Boeing 737 saiu do Aeroporto Imam Khomeini, em Teerã, e tinha como destino o Aeroporto Internacional Boryspil, em Kiev, na Ucrânia. Porém, o avião caiu, segundo a imprensa local, perto de Parand, um subúrbio da capital iraniana.

Quem estava no voo?

O porta-voz da Organização de Aviação Civil do Irã, Reza Jafarzadeh, declarou à televisão estatal que o Boeing transportava 167 passageiros e 9 tripulante. Segundo o ministro ucraniano de relações internacionais, Vadym Prystaiko, entre as vítimas estavam 82 iranianos, 63 canadenses, 11 ucranianos (incluindo os 9 tripulantes), 10 suecos, quatro afegãos, três britânicos e três alemães.

O que a empresa que realizou o voo declarou?

A Ukraine International Airlines suspendeu voos para Teerã por tempo indeterminado. A companhia aérea disse que o Boeing 737-800 foi construído em 2016 e teve sua última manutenção programada na segunda-feira.

A companhia aérea disse que o Boeing 737-800 foi construído em 2016 e teve sua última manutenção programada na segunda-feira / Crédito: Getty Images

 

Não havia sinal de problemas com o avião antes da decolagem e o presidente da companhia aérea disse que tinha "uma equipe excelente e confiável". A UIA nunca teve um acidente fatal antes.